conecte-se conosco

Trânsito

Detran passa a disponibilizar histórico dos veículos licenciados no Paraná gratuitamente

Serviço on-line entrou em funcionamento na quarta-feira

Publicado

em

Foto: Geraldo Bubniak/AEN

Desde quarta-feira, 2, o Departamento de Trânsito do Paraná (Detran-PR), disponibiliza, gratuitamente, por meio do seu portal, o extrato completo do histórico dos carros. O serviço permitirá a consulta de veículos licenciados no Estado.

Atendendo a Lei 20.770/2021, sancionada pelo governador Carlos Massa Ratinho Júnior, o Detran traz mais transparência ao processo garantindo ao cidadão informações importantes referentes aos veículos.

“Disponibilizando mais informações aos atuais e futuros proprietários de veículos, garantiremos mais segurança na compra e proporcionaremos que o cidadão conheça o histórico do bem móvel a ser adquirido”, comenta o diretor-geral do Detran-PR, Wagner Mesquita.

Até agora, ao solicitar um extrato do veículo, algumas informações como a comunicação de venda, bloqueio administrativo ou judicial, financiamento e restrições do gravame, e ocorrência de furto/roubo já estão disponibilizadas. A partir do novo extrato, a população contará com informações extras: quilometragem, registro de sinistro, recall, situação do financiamento, se o veículo está retido ou foi para leilão e histórico de alterações de características.

A quilometragem passou a ser incorporada aos processos veiculares do Detran-PR a partir de junho de 2020, garantindo mais transparência e segurança ao cidadão na hora da compra de um veículo. Para veículos que possuem processos de aquisição anteriores a esta data, esta informação não constará no extrato.

O extrato completo trará as seguintes informações:

Informações do veículo (Ano, Modelo, Tipo, Espécie, Cor, etc.);

Débitos (Multas, IPVA, Licenciamento, Seguro DPVAT, Dívida Ativa);

Recall;

Situação do financiamento (se houver);

Se o veículo está retido ou foi para leilão;

Registro de furto/roubo;

Bloqueio administrativo ou judicial;

Odômetro (quilometragem);

Registro de sinistro;

Restrição da Receita Federal do Brasil;

Histórico de alterações de características.

Fonte: AEN