conecte-se conosco

Trabalho

Motoboys falam sobre as dificuldades enfrentadas no dia a dia

Falta de segurança e desvalorização da classe foram aspectos citados

Publicado

em

Trabalhar como motoboy não é fácil. É preciso superar várias dificuldades sem perder a simpatia, principalmente quando se trata de entrega de alimentos.

Isso porque muitos clientes querem que seu pedido chegue rápido. É preciso se arriscar no trânsito diariamente para entregar pedidos em tempo hábil e em perfeitas condições.

Falta de segurança

Lucio Gomes ressalta a falta de segurança na profissão

Lucio Gomes dos Santos, morador no Jardim Guaraituba, começou a trabalhar como motoboy há três meses, pois a casa noturna para a qual prestava serviço (para complementar a renda) fechou devido à pandemia.

“As nossas maiores dificuldades são assaltos, que ocorrem com frequência na cidade. Temos que ter agilidade para que o cliente possa receber o prato solicitado quentinho e que possamos receber mais, pois trabalhamos por entrega efetuada. Além disso, temos que driblar os buracos e a soja na pista para evitar quedas”, ressalta.

Lucio conta, ainda, que nos dias frios e chuvosos as dificuldades aumentam. “Muitas vezes o cliente poderia deixar o cartão ou o dinheiro separados para agilizar o pagamento, pois perdemos muito tempo nessa espera. É um tempo que poderíamos estar fazendo mais entregas”, explica.

Mas, mesmo com todas as dificuldades, Lucio está gostando de atuar na categoria. “Somos muito unidos e um ajuda o outro”, aponta.

Educação no trânsito 

Mauro Willian é motoboy há 16 anos e reclama da falta de educação no transito

Mauro Willian reside no Jardim Iguaçu, trabalha desde 2003 como motoboy e já passou por diversas empresas de entregas. Ele ressalta que a maior dificuldade é em relação aos motoristas que não respeitam as motos. “Eles não deixam espaço para ultrapassagem. Já bati em um carro na Roque Vernalha por causa disso, mas graças a Deus tudo ficou só em danos materiais”, recorda.

Mauro também trabalhou no SAMU e enfatiza que a maioria dos acidentes que ocorrem na cidade envolve motos. “Atendemos diariamente vários acidentes envolvendo motocicletas. Mas fora isso não existe mais problemas para mim. Procuro ser o mais gentil e cordial com os clientes”, conta.

Mau atendimento

Edy Junior conta destacou a falta de reconhecimento por parte dos clientes

Edy Junior, morador no Jardim Paranaguá, trabalha como motoboy há seis meses e relata que a pandemia veio para melhorar a categoria que atua com delivery. Mas em contrapartida é preciso enfrentar situações diversas.

“Temos que lidar com todos os tipos de clientes. Existem aqueles que nem olham em nossa cara, mas assim mesmo mantemos a educação e o sorriso. Tem também aqueles dias chuvosos em que os clientes, fazem o pedido e não deixam o dinheiro separado, atrasando ainda mais, nos deixando esperando na chuva”, lamenta.

O motoboy conta ainda que muitos reclamam de ter que pagar as taxas de entrega sem imaginar as dificuldades que existem na profissão. “São essas taxas diárias que nos ajudam a sobreviver. Sem falar nas entregas em condomínios fechados,  em que temos que deixar a moto lá fora e ir para subir as escadas. Mas nem tudo são espinhos, temos clientes muito educados que nos atendem bem e facilitam o nosso trabalho”, finaliza.

Desvalorização

Rodrigo Rodrigues conta que uma das dificuldades é a desvalorização da categoria.

Rodrigo Gonçalves Rodrigues mora no parque São João e trabalha de motoboy há um ano e meio. Ele conta que no momento a maior dificuldade é a desvalorização da categoria. “Acredito que a dificuldade que todos passamos é a desvalorização da categoria. Além disso, existe a falta de segurança que também é uma dificuldade que atravessamos. Vários motoboys estão sendo assaltados e perdendo seu meio de sustento por causa disso”, relatou.

Em relação ao atendimento, Rodrigo ressalta que 80% das pessoas recebem com educação e são gentis. “Eles agradecem, perguntam como está o movimento e, às vezes, dão gorjetas. Sempre têm aqueles que querem entrega rápida e de graça e nem olham na nossa cara. Mas graças a Deus são minorias”, finaliza.

Continuar lendo
Publicidade

Em alta

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.