Connect with us

Polícia

Rapaz preso com pistola dispensa tornozeleira eletrônica no cemitério Nossa Senhora do Carmo

Publicado

em

Tornozeleira eletrônica é encontrada no Cemitério

Uma tornozeleira eletrônica foi encontrada por homens que trabalham no Cemitério Nossa Senhora do Carmo, no bairro Campo Grande, em Paranaguá, na noite de terça-feira, 13, por volta das 19h. O equipamento estava jogado perto do muro do campo santo.

De acordo com informações apuradas pelo nosso departamento de jornalismo, a tornozeleira eletrônica teria sido colocada em um indivíduo, horas antes, na Cadeia Pública, onde ele estava recolhido. O rapaz, de 28 anos, foi preso pela Polícia Militar com uma pistola calibre 9mm, municiada.

A prisão aconteceu na madrugada de domingo, 11, na Vila Alboit.

PRISÃO

Equipes da ROTAM – Rondas Ostensivas Tático Móvel, da Polícia Militar, apreenderam no começo da madrugada de domingo, 11, durante um trabalho rotineiro de patrulhamento, realizado na Vila Alboit, uma pistola calibre 9mm, municiada. Um rapaz, de 28 anos, foi preso.

De acordo com a corporação, a viatura trafegava pela região quando os policiais resolveram desembarcar e realizar uma incursão a pé em um beco. O local é frequentado por usuários de entorpecentes e pequenos traficantes.

Utilizando técnicas de abordagem, a equipe se dividiu e percorreu o acesso, desde a Rua Professor Cleto até uma saída, na Rua Xavier da Silva.

Enquanto caminhavam pelo beco, os policiais visualizaram um indivíduo em atitude suspeita. O rapaz, ao perceber a aproximação da equipe, tentou fugir correndo, no sentido contrário.

Durante a fuga, ele foi abordado por parte da equipe, que entrou pelo outro lado.

Chandrer Bernardo de Oliveira, de 28 anos, morador no bairro Bockmann, ao perceber que estava cercado, tirou uma arma da cintura, colocou no chão e deitou.

Além do armamento, uma pistola calibre 9mm, com 15 munições intactas, os policiais apreenderam também certa quantia em dinheiro trocado.

Diante da situação, Chandrer Bernardo de Oliveira recebeu voz de prisão e foi encaminhado para o plantão da Polícia Civil.

TORNOZELEIRA
O equipamento, encontrado no Cemitério Nossa Senhora do Carmo, foi entregue para os agentes do DEPEN – Departamento Penitenciário do Estado, responsável pela Cadeia Pública de Paranaguá.

Chandrer Bernardo de Oliveira, que usava a tornozeleira eletrônica, não foi localizado.