conecte-se conosco

Polícia

PRF salva mulher com epilepsia no Paraná

Publicado

em

A Polícia Rodoviária Federal realizou o salvamento de uma mulher que convulsionava num estacionamento de um supermercado na capital paranaense. Ela foi encaminhada ao hospital pelos policiais.

Por volta das 12h30, uma equipe da PRF, enquanto almoçava, foi acionada por uma pessoa para atender uma mulher que convulsionava no estacionamento de um supermercado, em Curitiba. Prontamente, a equipe se deslocou até o local para realizar o atendimento à mulher, de 24 anos, que é funcionária do estabelecimento.

Os policiais rodoviários federais  estavam em horário de almoço e foram acionados por funcionários de um supermercado para atender a mulher que estava convulsionando

Um dos policiais que a socorreu, que possui larga experiência em atendimento pré-hospitalar, estabilizou a vítima, desobstruindo suas vias aéreas. Mas, em razão da evolução das crises epiléticas, eles se deslocaram para o Hospital Cajuru, em menos de 10 minutos, para que ela pudesse receber atendimento médico especializado.

Como identificar uma crise epiléptica generalizada

São crises que afetam o cérebro como um todo e acontecem sem aviso significativo.

As clássicas crises de ausência fazem parte deste grupo. Nestas crises o paciente fica imóvel, com olhar fixo, “ausente” por alguns segundos, e não atento ao que está acontecendo à sua volta.

Crises tônicas ou atônicas são alterações súbitas do tônus muscular, com o paciente ficando rígido ou perdendo tônus, resultando em quedas. Apesar de habitualmente retomarem a consciência rapidamente, muitas vezes há ferimentos associados.

O atendimento aconteceu no estacionamento de um supermercado onde a vítima trabalha. Estabilizada, a mulher foi levada para o Hospital Cajuru

As convulsões propriamente ditas são compostas por uma fase tônica em que o paciente fica com a musculatura rígida, seguida de uma fase clônica, com abalos musculares difusos. Estas crises podem ser assustadoras ao olhar e merecem atenção especial.

Como ajudar alguém em uma crise convulsiva generalizada

Primeiramente, mantenha-a calma. Em seguida:

• Certifique-se (com um relógio) de quanto tempo a crise está durando;
• Apenas mova a pessoa se estiver em um local perigoso;
• Afaste objetos que possam machucar (como móveis);
• Coloque algo macio embaixo da cabeça (podendo ser a sua mão), para evitar que fique batendo contra o chão;
• Não restrinja movimentos, nem coloque nada dentro da boca do paciente (não se preocupe, ele não vai engolir a língua, e tentar puxá-la pode gerar ferimentos adicionais).

O que fazer após a crise

Quando os abalos terminarem, deite o paciente de lado, na posição de recuperação.

Se a respiração parecer ruidosa ou difícil, cheque se não há nada obstruindo a passagem do ar (como secreções). Deixe o paciente descansar, e se mantenha ao lado até a completa recuperação.

Habitualmente estas crises são autolimitadas, durando em torno de 2 minutos. Caso a crise persista por mais de 5 minutos, seja seguida de nova crise sem completa recuperação, ou a respiração do paciente pareça dificultosa, faz-se necessário atendimento médico de urgência, pois podemos estar diante de uma condição grave.

Neste caso, acione policiais ou agentes públicos identificados. Para casos como estes em rodovias, acionar a PRF pelo telefone 191.

Com informações retiradas do site www.neurologica.com.br/blog/como-ajudar-alguem-em-um-ataque-epileptico-ou-crise-convulsiva/.

Informações e imagens da Agência PRF

VEJA O VÍDEO:

Em alta

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.