Connect with us

Polícia

Porto de Pontal do Paraná e Collor são alvos de operação que investiga esquema de propina no Ibama

Publicado

em

propina

O senador e ex-presidente da República Fernando Collor de Mello é alvo de uma operação da Polícia Federal que investiga um esquema de pagamento de propinas no Ibama.

Segundo as investigações em curso, o órgão teria feito liberações indevidas mediante pagamento de propina para instalação do porto Pontal Paraná. As fraudes teriam ocorrido entre 2014 e 2015.

A operação foi ordenada pelo ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF).

A PF cumpre 12 mandados de busca e apreensão nas cidades de Curitiba-PR, Pontal-PR, Gaspar-SC e São Paulo. Alguns dos endereços seriam ligados ao senador Fernando Collor. Cerca de 50 policiais participam dessa operação.

A ação desta quarta (21), batizada de Quinto Ato, é desdobramento de uma operação ocorrida em 2015. À época, agentes identificaram que Collor teria comprado carros de luxo com dinheiro obtido por vantagens indevidas.

O nome da operação, Quinto Ato, é uma referência a um rastreamento financeiro feito pela PF a partir da quinta parcela de um jato executivo comprado pelo senador.

Foto: Agência Brasil