Connect with us

Polícia

PCPR deflagra quinta fase da Operação Adsumus em Paranaguá

O trabalho realizado pelas equipes da PCPR indicou os principais suspeitos de terem praticado seis homicídios em Paranaguá, sendo quatro cometidos em 2020 e dois, em 2021

Publicado

em

PCPR deflagra quinta fase da Operação Adsumus em Paranaguá

Equipes da Polícia Civil, com o apoio de agentes da Guarda Civil Municipal, deflagraram na manhã de sexta-feira, 19, a quinta fase da Operação Adsumus. 

O objetivo era dar cumprimento a seis mandados de prisão preventiva e quatro de busca e apreensão. As ordens judiciais foram expedidas após três meses de investigações. 

O trabalho realizado pelas equipes da PCPR indicou os principais suspeitos de terem praticado seis homicídios em Paranaguá, sendo quatro cometidos em 2020 e dois, em 2021. 

PRESO

Durante a ação policial, um homem de 33 anos, foi preso no Jardim Guaraituba. Ele estava com um revólver calibre .38, municiado. Seis munições intactas foram apreendidas.

A arma pode ter sido utilizada na prática de um dos crimes investigados. 

Também foram apreendidos aparelhos celulares e outros objetos que podem ter vínculo com homicídios praticados na cidade.

Em uma casa, no Jardim Guaraituba, os policiais civis apreenderam um revólver calibre . 38, municiado. Operação Adsumus
Em uma casa, no Jardim Guaraituba, os policiais civis apreenderam um revólver calibre . 38, municiado

Foragidos

Seis investigados ainda se encontram foragidos. Os respectivos mandados de prisão já foram publicados.

2021

De acordo com a assessoria da PCPR, a ação deflagrada na sexta-feira, 19, é a primeira de 2021, que tem como alvo autores de crimes contra a vida. A Polícia Civil reforça seu compromisso em reprimir, com celeridade, os homicídios praticados em Paranaguá.

Casos Investigados

Um dos casos que está sendo investigado e que foi alvo da quinta fase da Operação Adsumos aconteceu na noite do dia 21 de março de 2020, na Colônia Santa Cruz.

Elizeu Pereira, de 40 anos, foi assassinado a tiros dentro de um pesque-pague, em uma propriedade rural, na PR-508, rodovia que liga a BR-277 ao município de Matinhos.

Carro do IML

Santa Maria

Outro homicídio investigado pelas equipes da PCPR é a morte de Paulo Henrique Costa Pereira, de 17 anos, ocorrida na madrugada do dia 24 de junho de 2020.

“PH”, como a vítima era conhecida, foi assassinado a facadas, na Avenida Senador Atílio Fontana, na Vila Santa Maria.

Jardim Jacarandá

Outra investigação conduzida pelos policiais civis é a morte do estivador Gilberto Marques Silva, de 51 anos, registrada no dia 2 de maio de 2020, no quintal de uma casa, na Rua Padre José Roberto de Souza Alvim, no Bairro Jardim Jacarandá.

Gilberto foi assassinado com várias facadas. 

Pai e Filho

A morte de pai e filho, ocorrida no dia 19 de dezembro de 2020, no bairro Bockmann, também é alvo dessa fase da Operação Adsumos.

Anderson Cavalcante Alves, de 39 anos, conhecido como “Aqua”, e seu filho Anderson Khauan Vieira Alves, de 15 anos, foram executados a tiros dentro de um carro na Rua Soares Gomes.

Pai e filho foram executados a tiros dentro de um carro, no bairro Bockmann
Pai e filho foram executados a tiros dentro de um carro, no bairro Bockmann

Duplo Homicídio

Um caso que ganhou grande repercussão na cidade e que também está sendo investigado pela PCPR foi a morte de Joana Marion Neves dos Santos, de 25 anos, que estava grávida, e de Juciney José Gonçalves, de 50 anos.

As vítimas estavam ao lado de um ponto de ônibus, nas proximidades da pista de skate, na Rua Domingos Peneda, no Bairro Vila São Vicente, quando foram surpreendidas pelos assassinos que estavam em um Fiat Uno, de cor azul, com placas LZA-3020, Lages-SC.

Joana Marion Neves dos Santos, de 25 anos vítima do duplo homicídio estava grávida
Joana Marion Neves dos Santos, de 25 anos vítima do duplo homicídio estava grávida

Tentativa

O atentado a tiros, que feriu Wallace Henrique Garcia Domingues, de 40 anos, ocorrido no dia 16 de janeiro de 2021, na Rua Capivari, no Bairro Guaraituba, também é um dos crimes investigados pela PCPR.

Adsumus 

“A operação foi batizada como ‘Adsumus’, pois esta é uma palavra com origem no latim, que significa ‘estamos presentes’. O termo vem do verbo adsum que quer dizer estar presente, estar aqui ou estamos juntos. É usado com a intenção de marcar presença e atenção constante, bem como demonstrar prontidão e confirmar que se está atento aos acontecimentos”, explica a assessoria da Polícia Civil.

Leia também: PCPR descobre sorveteria que vendia drogas no Litoral