conecte-se conosco

Polícia

Caminhão tanque carregado com produto químico tomba na BR-376 em Guaratuba

O motorista do veículo morreu no local

Publicado

em

Foto: PRF

Um caminhão tanque carregado com mais de 30 mil litros de um produto químico tombou na manhã de quarta-feira, 16, por volta das 8h, no KM 666, trecho de serra, na região de Guaratuba, da BR-376, nas pistas sentido Santa Catarina. O motorista do veículo morreu no local.

De acordo com a equipe do escritório regional do IAT – Instituto Água e Terra do Paraná, o caminhão estava carregado com 32 mil litros de rejeito industrial ácido corrosivo (denominação de acordo com a ONU; 1832). 

O Instituto Água e Terra do Paraná informou que o caminhão estava carregado com 32 mil litros de rejeito industrial ácido corrosivo e que o produto químico vazou e atingiu um córrego que desemboca em dois rios da região (Foto:  IAT)

Ainda de acordo com o órgão estadual, o produto químico vazou do tanque e atingiu um córrego que desemboca em dois rios da região.   

Agentes do IAT coletaram amostras da água nos rios da Santa e São João para análise.

ABASTECIMENTO

A Defesa Civil de Guaratuba e agentes da Secretaria Municipal de Meio Ambiente informaram que o produto químico não atingiu os reservatórios da Sanepar que abastecem a cidade. 

As equipes continuam monitorando a região.

LIBERADO

No dia 27 de janeiro, o Instituto Água e Terra do Paraná liberou o Rio São João para o uso recreativo. O local ficou interditado por quase um ano após um caminhão tombar na lateral da rodovia BR-376, na altura do km 679, e derramar uma substância química que transportava.

O Rio São João nasce na Serra do Mar, em Guaratuba, cruza a divisa do estado de Santa Catarina, percorrendo o município de Garuva, e volta para a cidade paranaense, desembocando na baía. Todo seu percurso paranaense é dentro da Área de Proteção Ambiental – APA de Guaratuba.

IML

O corpo do motorista do caminhão, que não teve o nome divulgado, foi periciado no local e encaminhado para o IML – Instituto Médico Legal de Curitiba, onde vai passar por exames complementares. 

RELATÓRIO

A Prefeitura de Garuva (SC) instalou placas de Alerta/Risco nas áreas afetadas e a população está sendo orientada a não ter contato com a água. O aviso perdura enquanto se aguarda a análise das amostras de água.

Agentes do IAT coletaram amostra da água nos rios da Santa e São João para análise (Foto:  IAT)

O IAT emitirá um Relatório de Inspeção Ambiental para a empresa responsável pela carga, solicitando a apresentação de Plano de Monitoramento do solo afetado e das águas superficiais.