Connect with us

Polícia

Ameaça termina com espingarda, simulacro e produtos químicos apreendidos

No local, as equipes encontraram uma fábrica de inseticida orgânico

Publicado

em

Equipes da Polícia Militar que atuam em Matinhos, apreenderam na noite de quinta-feira, 23, por volta das 20h45, no bairro Tabuleiro, uma espingarda de pressão, um simulacro de pistola e vários produtos químicos durante o atendimento de uma ocorrência, em que uma mulher foi ameaçada.

De acordo com a corporação, a vítima foi ameaçada por um homem armado que estaria circulando de carro pelo bairro.

Imediatamente, viaturas foram para o endereço indicado e conseguiram localizar o suspeito. Com ele, um homem de 53 anos, os policiais encontraram a espingarda de pressão e o simulacro de pistola.

Foram apreendidas embalagens plásticas com um produto químico

INSETICIDA ORGÂNICO

Durante a abordagem, as equipes suspeitaram do local onde o homem estava e resolveram fazer uma revista no interior do prédio.

Os policiais encontraram e apreenderam embalagens plásticas com um produto químico, que seria um inseticida orgânico. Frascos vazios também foram apreendidos.

O imóvel servia como uma suposta fábrica ilegal do produto, já que nenhuma documentação oficial foi apresentada para comprovar a atividade.

Rótulos, com a inscrição “Inseticida Orgânico” também foram apreendidos.

De acordo com o abordado, o produto encontrado no local é impermeabilizante para fachadas prediais e segundo ele, os frascos eram usados para a venda em pequena quantidade.

Ao atender uma ocorrência de ameaça, policiais militares de Matinhos apreenderam uma espingarda de pressão e um simulacro de pistola

CRIME

Vale lembrar que “produzir, processar, embalar, importar, exportar, comercializar, fornecer, transportar, armazenar, guardar, ter em depósito ou utilizar produto ou substância tóxica, perigosa ou nociva à saúde humana ou ao meio ambiente, em desacordo com as exigências estabelecidas em leis ou nos seus regulamentos” é crime previsto pela Lei 9.605/98.

Diante dos fatos e do material apreendido, o homem, de 53 anos, foi encaminhado para a Delegacia de Polícia Civil de Matinhos e responderá pelos crimes ambientais, violação do Código do Consumidor e ameaça.