Connect with us

Polícia

Acusado por abuso sexual é executado no Labra

Everson Francisco de Carvalho, vulgo “Sherk”, foi assassinado dentro da casa onde morava no bairro Labra. Atingido por tiros na cabeça e costas, o homem que era acusado de abuso sexual de menores, morreu no local

Publicado

em

Equipes da Polícia Militar e do Samu foram acionadas na noite de quarta-feira, 29, por volta das 21h30, na Rua Gilberto Elias Chaiben, no bairro Labra, onde um homem teria sido alvejado por vários disparos de arma de fogo.

Ao chegar ao endereço indicado, policiais e socorristas constataram o fato e encontraram Everson Francisco de Carvalho, de 47 anos, baleado. O homem foi atingido na cabeça e nas costas. Gravemente ferido, ele não resistiu aos ferimentos e morreu no local.

ESPOSA

De acordo com a esposa de Everson, uma mulher de 29 anos, o casal estava deitado no quarto, junto com o filho, quando o marido foi chamado no portão. Ao sair da residência, para verificar quem estava na frente do imóvel, “Shrek”, como a vítima era conhecida, foi surpreendido por alguns indivíduos gritando “polícia, polícia”. No mesmo momento, o portão foi arrombado e Everson atingido pelos tiros.

Nervosa, a esposa, que não viu os atiradores, acionou as equipes de emergência e tentou socorrer o marido.

O local onde o crime aconteceu foi isolado e periciado.

O corpo de Everson Francisco de Carvalho foi recolhido ao Instituto Médico Legal, onde passou por exames complementares e foi liberado por familiares.

44.º HOMICÍDIO

Este foi o 44.º homicídio registrado em Paranaguá este ano. No litoral, são 88 casos.

Uma equipe da Polícia Civil esteve no local e conversou com moradores da região e familiares de “Shrek”. Uma linha de investigação já está sendo seguida pelos investigadores.

ABUSO SEXUAL

De acordo com a Delegada Maria Nysa Moreira Nanni, responsável pelo NUCRIA – Núcleo de Proteção à Criança e ao Adolescente Vítimas de Crimes – Everson Francisco de Carvalho foi investigado e indiciado por abuso sexual de menores.

Ainda de acordo com a Delegada da Polícia Civil, o inquérito foi concluído e apresentado ao Ministério Público, que estava tomando as devidas providências.

Relatos e publicações feitas em redes sociais, inclusive com fotos que estão anexadas ao inquérito e serviram como provas chamaram atenção das autoridades policiais que estavam acompanhando o caso e podem ter motivado o crime.

A delegada confirmou na tarde de quinta-feira, 30, que vai acompanhar a investigação da morte de Everson Francisco de Carvalho, conhecido como “Shrek”.