conecte-se conosco

Meio Ambiente

LEC realiza soltura de Gaivotão no litoral do Paraná

Ave foi encontrada com tumor retirado em cirurgia

Publicado

em

Foto: Giuliani Manfredini/Acervo LEC

No último dia 3 de outubro, o Laboratório de Ecologia e Conservação (LEC) da Universidade Federal do Paraná (UFPR), via Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos (PMP-BS), anunciou por meio de suas redes sociais, que realizou a soltura de uma ave Gaivotão (Larus dominicanus) em Pontal do Paraná, no balneário Pontal do Sul. O animal havia sido encontrado debilitado em trecho de praia em Pontal do Sul/Flamingo com um tumor, algo que foi removido pelas equipes do LEC, sendo o animal reabilitado e devolvido à natureza.

“Quando foi resgatada pela equipe do PMP-BS/LEC/UFPR, chegou debilitada ao Centro de Reabilitação, Despetrolização e Análise de Saúde de Fauna Marinha (CReD) – localizado em Pontal do Paraná e coordenado pelo LEC-UFPR. Nossa equipe de médicos veterinários fez uma avaliação minuciosa e identificou um tumor na glândula uropigial, uma glândula secretora de óleo que permite a impermeabilização – ou seja, torna as penas das aves à prova d’água para que possam mergulhar no mar em busca de alimentos”, detalha o LEC.

Segundo o LEC, após cirurgia para remoção do tumor feita com sucesso, a gaivota se recuperou de forma rápida. “Com um mês de cuidados e reabilitação no CRED/UFPR, já estava pronta para explorar o céu, o mar e as ilhas paranaenses que são seu lar”, detalha. “Agradecemos a todos que apoiam o trabalho do PMP-BS/LEC-UFPR, acionando nossa equipe ao encontrar animais marinhos debilitados. Cada vida é muito importante, e juntos podemos fazer a diferença na conservação do oceano e das espécies marinhas”, completa.

“A realização do Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos (PMP-BS) é uma exigência do licenciamento ambiental federal, conduzido pelo Ibama, para as atividades da Petrobras de produção e escoamento de petróleo e gás natural na Bacia de Santos. No estado do Paraná, Trecho 6, essa condicionante é realizada pela equipe LEC/UFPR (@lecufpr e www.lecufpr.net)”, detalha o LEC.

O que fazer ao encontrar animais marinhos mortos ou debilitados

“Ao encontrar uma ave debilitada nas praias do Paraná, acione a equipe do PMP-BS/LEC-UFPR. Siga as recomendações de não se aproximar, não fornecer alimentos e afastar animais domésticos”, informa a assessoria. O acionamento pode ser feito pelo telefone 0800 642 33 41 ou pelo WhatsApp (41) 99213-8746.


Com informações do LEC/UFPR – PMP/BS

plugins premium WordPress