conecte-se conosco

Empreendedorismo

Conquista da IG para a bala de banana será celebrada, em Antonina

Evento vai comemorar resultados e lembrar a obtenção do selo de Indicação Geográfica

Publicado

em

Arte: Divulgação

Antonina, no Litoral do Paraná, comemora, no próximo sábado (19), a conquista da Indicação Geográfica (IG) da Bala de Banana. O Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI) concedeu o registro em 2020 na modalidade de Indicação de Procedência (IP) devido à importância do produto para a economia e o turismo da região. O evento será realizado no Teatro Municipal e tem como objetivo reconhecer os esforços dedicados à obtenção do reconhecimento.

A ação é resultado de parceria entre o Sebrae/PR, a Prefeitura de Antonina, a Associação dos Produtores de Bala de Banana de Antonina e Morretes (Aprobam) e o Fórum Origens Paraná.

Na cidade, os primeiros registros históricos das balas de banana são da década de 70. Seja da banana caturra ou nanica, a matéria-prima utilizada nos produtos é cultivada por cerca de 35 famílias de pequenos produtores da região. A consultora do Sebrae/PR, Aline Geani Barbosa dos Santos, explica que a celebração será realizada em 2022, devido às restrições impostas pela Covid-19.

“São quase dois anos desde o reconhecimento pelo INPI. Nesse período, notamos que a notoriedade do produto cresceu, o público está mais engajado e interessado, a comercialização está consolidada e isso tudo impulsiona os negócios locais e desenvolve a região”, explica Aline.

A cerimônia ainda deve contar com a presença de representante do INPI, para realizar a entrega simbólica do certificado da IG, e a homenagem a funcionários antigos das empresas produtoras de bala de banana, que contribuíram durante o processo com seus conhecimentos.

A empresa Bananina foi criada em 1973 (Foto: Divulgação)

“A Bala de Banana de Antonina é uma tradição do nosso município. Há muitos anos, é o mimo mais aguardado por alguém que recebe a visita de um antoninense. A conquista da IG é o reconhecimento daquilo que por costume se consagrou e, além de formalizar o que é notório, permite a ampliação tanto de seu prestígio e renome quanto da nossa cidade”, afirma o prefeito de Antonina, José Paulo Vieira Azim.

Indústria local

As empresas Bananina – Bala de Banana e Bala de Banana Antonina são as responsáveis pela produção dos itens certificados. Comandada pela empreendedora Maristela Mendes, a Bananina foi criada em 1973 e, atualmente, possui produção mensal de cinco toneladas de bala de banana, o equivalente a 750.000 balas. Ainda são produzidos outros doces, com e sem açúcar, feitos a partir da fruta e suvenires com desenhos exclusivos da marca e o selo da IG, como canecas, ecobags, bonés, copos, chaveiros e lápis.

“A partir da IG, o produto passa a ser valorizado, conta a trajetória de gerações de famílias e do povo local. Não estamos vendendo uma bala de banana, nós estamos vendendo um item com forte viés histórico por trás dele”, comenta Maristela.

A empreendedora lembra que, até alcançar o reconhecimento, em 29 de dezembro de 2020, foi necessário levantar diversos dados, informações e adequar processos. Hoje, a empresa possui 15 funcionários e conta com três fornecedores. Cada um deles possui por volta de 30 famílias que cultivam a fruta. A utilização de matéria-prima local garante venda certa aos produtores.

“Para nós, a IG é um prêmio de todo nosso esforço, mas também do sonho que os nossos pais tinham. Eles sequer poderiam imaginar que aquilo que era o sustento da família passou a ser produto reconhecido que movimenta toda uma cadeia da região”, completa Maristela.

A família de Rafaela Takasa Correa criou, há 40 anos, uma fábrica que leva o mesmo nome da cidade paranaense: Antonina (Foto: Rodolfo Buhrer/ASN)

A Bala de Banana Antonina é a outra empresa da região que possui a certificação. A empresária Rafaela Takasaki Correa aponta que são produzidos 800 quilos de produtos à base de banana diariamente, como as tradicionais balas e a barrinha, que foi lançada no início de 2022 e é equivalente a cinco balas.

“A conquista do selo de IG traz reconhecimento e dá ainda mais credibilidade para a marca. Por conta disso, estamos produzindo outros itens, como caixas destinadas para as balas, aventais, camisetas e canecas”, diz Rafaela.

A empresa conta com 16 funcionários diretos e oito indiretos. Anualmente, entre 30 e 50 famílias são responsáveis pela origem da matéria-prima utilizada.

“Nesse período após a conquista do reconhecimento, é possível notar que novas oportunidades de mercado se abriram. Foi possível ter uma visibilidade maior e ter notoriedade do produto ofertado. Não apenas da empresa, a conquista promove o desenvolvimento local”, finaliza a empreendedora.

A celebração da Indicação Geográfica da Bala de Banana de Antonina será realizada no sábado (19), a partir das 18h30, no Teatro Municipal.

Por ASN Paraná

plugins premium WordPress