conecte-se conosco

Litoral

BPMOA faz resgate a 1.539 metros de altura no Pico do Marumbi, em Morretes

Operação ocorreu no final da tarde do domingo, 14

Publicado

em

No domingo, 14, por volta das 17h40, o Batalhão de Polícia Militar de Operações Aéreas (BPMOA) foi acionado para o resgate de montanhista que estava a 1.539 metros de altura no Pico do Marumbi, em Morretes, em condições de exaustão e incapacidade física para se locomover. A medida ocorreu após montanhistas do  Grupo de Socorro em Montanha – Cosmo Marumbi acionar o Corpo de Bombeiros do Paraná para o resgate, mas, devido ao horário do pôr-do-sol, houve necessidade de acionamento do Falcão 08 da BPMOA atuante na Verão Maior Paraná do Governo do Estado em parceria entre as Secretarias de Estado de Segurança Pública (Sesp) e Saúde (Sesa). 

“Em data de 14 de janeiro de 2024, às 17h40, montanhistas do Cosmo, que atuam na montanha acionaram o Corpo de Bombeiros para situação de resgate em montanha no Pico Marumbi, em Morretes, a uma altura de 1.539 metros, um pouco mais de 5.000 pés de altura. Por conta da proximidade do horário do pôr-do-sol, e a necessidade de chegada do resgate até o cume, para evitar o pior, referente a condição física da vítima,  o diretor de Operações acionou a equipe do helicóptero Falcão 08 do BPMOA, que está atuando na Operação Verão em parceria entre Sesp e Sesa”, detalha o BPMOA.

Informações iniciais apontam que a pessoa com necessidade de resgate teria subido a montanha, entrado em exaustão e estava incapacitada fisicamente para caminhar. “Por conta da complexidade da descida teria que ser extraída ou por sistema vertical que levaria muito tempo, por equipe em solo e iria expor a muitos riscos, ou por helicóptero de resgate do BPMOA,PMPR e CBMPR”, detalha o Batalhão. Diante disso, o Falcão 08 se deslocou até o local, fazendo reconhecimento e aproximação da montanha, onde a equipe verificou o estado de saúde da pessoa e a incapacidade de descida. Após isso, foi feito o embarque a baixa altura, mantendo o helicóptero  em um pairado a 5000 pés para a manobra. 

“A vítima foi extraída da montanha, estava bem, porém com bastante sinais de exaustão física e início de desidratação, sem muita condição de locomoção, principalmente para continuar na montanha, provavelmente por conta do esforço, mas as condições clínicas estavam bem”, informa o BPMOA. Após extração e pouso para desembarque na base da montanha em área restrita da Estação Marumbi, ela foi “amparada pelo Cosmo e informado o Corpo de Bombeiros para sequência do atendimento, já em local seguro”, finaliza.

vídeo: bpmoa

Com informações do BPMOA

Em alta