Connect with us

Infraestrutura

Serviço para Costa Leste dos EUA entra em operação na TCP

O primeiro navio da rota chegou ao Terminal em abril. Com escalas semanais para os Estados Unidos, o terminal recupera o serviço ausente depois de 13 anos.

Publicado

em

O retorno do serviço que conecta Paranaguá com a Costa Leste dos Estados Unidos foi marcado pela atracação do navio MSC Carolina na TCP – empresa que administra o Terminal de Contêineres de Paranaguá, no início de abril. O marco é fruto de uma parceria da TCP com a MSC (Mediterranean Shipping Company) e contará com escalas semanais regulares, reforçando a posição estratégica do Terminal como o que oferece o maior número de linhas marítimas semanais, totalizando 16.

A primeira unidade alocada neste novo serviço pertence à Placa Indústria e Comércio de Compensados, localizada em Porto União (Santa Catarina) com destino ao porto de Savannah, no estado da Geórgia (EUA).

Especialista na produção de compensados para construção civil originários de madeiras reflorestadas, Marcelo Franzoi, diretor executivo da Placa Compensados, comenta “atuamos no mercado desde 1999 e trabalhamos com a TCP desde 2017. Com esse novo serviço, a TCP reforça sua posição estratégica e permite aos clientes ampliar a sua parceria com o terminal”. Combinado com a integração logística que o terminal oferta através de suas bases, a expectativa é absorver parte dos mais de 170 mil contêineres movimentados anualmente em sua zona de influência com destino aos EUA.

Thomas Lima, vice-diretor Comercial da TCP, destaca que a parceria foi possível devido a estrutura e serviços logísticos oferecida pelo Terminal, que tornam a operação de cargas por Paranaguá até 40% mais competitiva na comparação com outros portos.

“Exemplo dessa estrutura é o armazém de exportação, localizado na área primária do terminal e próximo ao berço de atracação dos navios. O local tem uma estrutura moderna e é voltado para estufagem de múltiplas cargas, como sacaria, madeira, celulose e cerâmica”, diz.

VANTAGEM

Lima enfatiza que a operação do novo serviço pela TCP facilita emissão de cargas para o exterior para os exportadores, uma vez que não é necessário a realização do transbordo em outros portos e, consequentemente, gera menos custos operacionais e logísticos, garantindo ainda mais segurança para as cargas transportadas.

“Além disso, a TCP oferece soluções logísticas integradas por meio da TCP Log, como as bases intermodais e a conexão com a ferrovia, que acessa diretamente a área primária do porto”, diz. A conexão com a ferrovia é feita em parceria com a Brado e conecta as bases intermodais do interior (Cambé, Ponta Grossa e Cascavel) diretamente com a TCP em Paranaguá.

ROTA

O novo serviço para a Costa Leste dos Estados Unidos inclui a rotação dos seguintes portos: Buenos Aires – Montevidéu – Rio Grande – Navegantes – Paranaguá – Santos – Rio de Janeiro – Salvador – Suape – Cristobal – Filadélfia – Nova Iorque – Norfolk – Baltimore – Charleston – Savannah – Caucedo – Santos. 

Continuar lendo