Connect with us

Educação

Oito escolas no litoral paranaense podem se tornar cívico-militares

Mudança ocorrerá mediante consulta pública, a qual encerra na quarta-feira, 28

Publicado

em

cívico-militares

Nesta semana, o Governo do Estado do Paraná anunciou que algumas escolas poderão ser transformadas em colégios cívico-militares. Mas, para isso acontecer, é necessário que a comunidade escolar manifeste sua vontade em um referendo que acontece até hoje, quarta-feira, 28, nas unidades selecionadas. No litoral do Estado, oito escolas podem passar por essa alteração já no próximo ano.

O programa estadual será implementado em 215 colégios estaduais de 117 municípios de todas as regiões do Estado. O investimento direcionado a cerca de 129 mil alunos será de cerca de R$ 80 milhões. Segundo o Governo do Paraná, este é o maior projeto do País na área.

Programa estadual será implementado em 215 colégios estaduais de 117 municípios de todas as regiões do Estado (Foto: AEN)

A chefe do Núcleo Regional de Educação (NRE), Clarice Ubessi, afirmou que o programa tem chances de ser implantado em cinco municípios. Guaraqueçaba e Morretes não tiveram escolas incluídas no programa.

As oito escolas selecionadas pela Secretaria de Educação e do Esporte na região foram: Colégio Estadual Moysés Lupion (Antonina); Colégio Estadual 29 de Abril (Guaratuba); Escola Estadual Professora Abigail dos Santos Correa (Matinhos); Colégio Estadual Dídio Augusto de Camargo Viana, Escola Estadual Faria Sobrinho, Colégio Estadual Prof. Zilah dos Santos Batista e Colégio Estadual Helena Viana Sundin (Paranaguá); e Colégio Estadual Hélio Antônio de Souza (Pontal do Paraná).

“Essas oito escolas passam agora por uma consulta pública. Os pais devem ir até a escola e votar se gostariam que a escola se tornasse cívico-militar ou não. A determinação é da comunidade escolar. Nós precisamos da votação de 50% mais um dos pais, e dessa quantidade temos a maioria simples votante, que vai determinar pelo sim ou não para a aprovação das escolas nesse formato”, explicou a chefe do NRE, Clarice Ubessi.

A mudança só ocorrerá se houver essa manifestação positiva dos pais. “Caso não tenha essa votação, se não tiver quórum, a escola não será transformada em cívico-militar. Seria importante se a gente conseguisse ao menos uma escola por município, pois dessa forma os pais poderiam optar por colocar o filho em uma escola convencional ou na cívico militar. A gente pede para os pais fazerem a sua opção”, avaliou Clarice.

Caso aprovadas pela comunidade escolar, as escolas mencionadas já poderão se tornar cívico-militares no próximo ano letivo. “A mudança vale já para o ano que vem para as escolas que forem aprovadas. Tanto os diretores civis, quanto os militares, assumem no dia 4 de janeiro”, ressaltou Clarice.

Comunidade escolar do Colégio Estadual Dídio Augusto de Camargo Viana também pode manifestar seu interesse pelo programa cívico-militar

Como e quando participar?

Fazem parte da comunidade escolar professores, funcionários, pais de alunos matriculados na instituição e os alunos com idade acima de 18 anos. Esse público deve se dirigir à unidade escolar, até a quarta-feira, 28, das 8h às 20h.

É preciso levar um documento pessoal para votar e pais ou responsáveis votam de acordo com o número de matriculados sob sua tutela na escola, ou seja, uma mãe com três filhos pode votar até três vezes. É recomendável que cada pessoa leve sua própria caneta para registrar a assinatura.

O resultado de todas as consultas realizadas no Paraná deve sair na quinta-feira, 29.

Seleção das escolas

Segundo a Secretaria de Educação e do Esporte do Paraná (Seed), as unidades do programa de colégios cívico-militares foram selecionadas em municípios dos 32 Núcleos Regionais de Educação (NREs) com mais de dez mil habitantes e que tenham ao menos duas escolas estaduais na área urbana.

Além disso, a seleção se deu devido a algumas características como alto índice de vulnerabilidade social, baixos índices de fluxo e rendimento escolar e escolas que não ofertem ensino noturno. “Esses critérios foram delimitados na lei estadual para que pais e mães possam escolher o modelo educacional que desejam para o filho”, destacou a Seed.

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.