conecte-se conosco

Educação

Estudantes do IFPR campus Paranaguá retornam ao ensino presencial na quinta-feira, 3

Pessoas do grupo de risco têm o direito de participar remotamente

Publicado

em

Foto: Arquivo/IFPR Paranaguá

Na quinta-feira, 3 de fevereiro, tem início o retorno presencial dos estudantes do IFPR (Instituto Federal do Paraná), campus Paranaguá. Serão retomadas as atividades presenciais de todos os componentes curriculares, salvo exceções constantes na lista de componentes remotos para a Fase 4, disponível no site do IFPR para consulta (https://paranagua.ifpr.edu.br/).

No dia 2 de fevereiro, quarta-feira, os docentes participarão de uma formação presencial no campus das 13h30 às 18h00, para preparar o retorno das aulas presenciais. Neste dia, segundo o IFPR, no período da tarde não haverá aulas presenciais nem síncronas, mas o tempo das aulas deverá ser utilizado para realizar as atividades de cada componente curricular.

“Até que o campus avance para a Fase 05 do Plano de Retorno Presencial, se observará o contido na lista de componentes remotos para a Fase 4. Na lista, todas as turmas dos cursos Técnicos e de Graduação estão listadas por seus códigos; abaixo de cada código de turma há a relação de componentes confirmados para permanecem em dinâmica integralmente virtual; se abaixo do código da sua turma não há componentes listados, significa que todos eles retornarão ao regime semi-presencial, nos horários já praticados”, explicou o IFPR campus Paranaguá.

Grupos de risco

O Plano de Contingência do Instituto prevê que pessoas que pertencem a grupos de risco têm o direito de permanecer em casa e participar das atividades pedagógicas remotamente.

“Caberá uma avaliação conjunta quanto à melhor adaptação para cada caso. Poderão ocorrer transmissões das aulas presenciais ou elaboração de planos de estudo dirigido, compostos integralmente por atividades assíncronas. O estudante que pertença a grupo de risco e deseje permanecer em casa deve comunicar imediatamente os seus docentes, a coordenação do curso e a equipe da SEPAE, além de preencher o Formulário de Grupos de Risco”, orientou o IFPR.

Protocolos de segurança

De acordo com as informações divulgadas pelo IFPR, o retorno presencial levará em conta todos os protocolos de segurança e distanciamento social. “Haverá monitoramento contínuo por parte do IFPR e, em qualquer situação que leve risco a comunidade acadêmica, o Colégio de Dirigentes do Campus (CODIC) deliberará ações para as próximas fases”, frisou a instituição.

As aulas presenciais ocorrerão exatamente nos mesmos horários em que as aulas síncronas. Até a conclusão do ano letivo de 2021, o horário estará reduzido e o regime será híbrido (aulas presenciais + atividades assíncronas não presenciais), em atendimento à Resolução 20/2021 e ao Plano de Contingência para o retorno presencial nos Campi do IFPR.

Nos cursos superiores os horários de aula presencial poderão ser estendidos, caso os docentes julguem necessário. Adaptações a eventuais casos de grupos de risco permanecem necessárias e devem ser organizadas pelo docente, em concordância com a coordenação do curso.

O IFPR pede para que os estudantes evitem contratempos e aglomerações junto aos murais informativos do campus, verificando o ensalamento para as aulas presenciais do ano letivo de 2021 pelo site da instituição. “Aulas práticas e laboratoriais podem ser organizadas pelos docentes em seus respectivos laboratórios e salas específicas. Eventuais ajustes poderão ocorrer em favor de uma otimização do uso dos espaços do campus. Se isso ocorrer, as turmas envolvidas serão avisadas por e-mail”, informou.

Passaporte vacinal

Na segunda-feira, 31, foi emitida uma resolução pelo IFPR que aprova a exigência de comprovação da vacinação contra a Covid-19, o passaporte vacinal, para o ensino presencial. O tema foi aprovado em reunião extraordinária do Conselho Superior (Consup) realizada no dia 27 de janeiro.

Para dar andamento às atividades relacionadas ao tema, foi montada uma comissão para regulamentar e implementar o Passaporte da Vacina no Instituto. A comissão tem 15 dias para finalização dos trabalhos.

Com informações do IFPR Paranaguá