conecte-se conosco

Educação

Colégios da rede pública estadual acertam os últimos detalhes para o início do ano letivo

Além da organização do espaço, aconteceram atividades de estudo

Publicado

em

Os colégios da rede estadual do Paraná estão na reta final de preparação para o ano letivo de 2022, que começa nesta segunda-feira, 7. Além da organização do espaço, também aconteceram as atividades de estudo e planejamento das equipes das escolas, entre estas quinta e sexta-feira (3 e 4). Esse momento é voltado à avaliação dos resultados de 2021 e à consolidação das estratégias pedagógicas para este ano.

“Os profissionais, no primeiro momento, vão observar seus indicadores — desde a presença dos estudantes [ao longo do ano passado] até seu desempenho em cada componente curricular. Vão ver quais turmas estão com mais dificuldades em cada área do conhecimento”, afirma Roni Miranda, diretor de Educação da Secretaria de Estado da Educação e do Esporte (Seed-PR). “A partir dessas informações, eles vão definir como irão utilizar as ferramentas da Seed em prol dos estudantes”.

Os professores que darão aula para turmas de 1.º ano do Ensino Médio trabalharão em seu planejamento de acordo com as novidades do Novo Ensino Médio. Os docentes de Projeto de Vida, Empreendedorismo e Pensamento Computacional, por exemplo, planejarão maneiras de adequar o conteúdo à realidade dos alunos.

A partir do diagnóstico de quais conteúdos foram bem absorvidos e de quais precisam ser reforçados, é possível retomar o que for necessário para, então, dar início ao currículo de 2022.

Momento é voltado para a avaliação dos resultados de 2021 e consolidação das estratégias pedagógicas para 2022
Foto: Lucas Fermin/SEED

CUIDADOS SANITÁRIOS

Assim como no ano passado, a rede estadual segue o modelo 100% presencial, aplicando o protocolo de biossegurança nas escolas. Ele inclui o uso obrigatório de máscara, aferição de temperatura na entrada, disponibilização de álcool gel em locais de maior circulação de pessoas, manutenção dos ambientes de ensino arejados, com janelas e portas abertas durante a maior parte do tempo, além da desinfecção constante de equipamentos e instalações das instituições de ensino.

Cada escola fez uso de sua verba do Fundo Rotativo para repor os itens de prevenção, como os termômetros infravermelhos (caso necessário), dispensers, álcool gel, álcool líquido 70% e demais itens de limpeza.

Fonte: AEN