conecte-se conosco

Editorial

Paraná alcança 10 milhões de vacinados: segunda dose é essencial

Toda vacina contra a Covid-19 aplicada no braço de uma pessoa é algo a ser comemorado. Trata-se da comprovação da importância da ciência para a garantia da vida humana

Publicado

em

Toda vacina contra a Covid-19 aplicada no braço de uma pessoa é algo a ser comemorado. Trata-se da comprovação da importância da ciência para a garantia da vida humana. Vivemos e ainda estamos em meio a uma das piores crises sanitárias da humanidade. Milhões de mortes ocorreram no mundo, milhares de vidas foram ceifadas no Brasil e no Paraná, centenas de vidas litorâneas foram perdidas para a Covid-19. Apesar do gigantismo pandêmico nos obrigar a lidar com estatísticas/números, cada óbito registrado é uma pessoa que perde a chance de continuar viva, causando tristeza de familiares, amigos e colegas.

Em contrapartida a morte e como forma de resposta da ciência e do esforço humano surgiram as vacinas contra a Covid-19, que começaram a ser aplicadas no Paraná e no litoral em janeiro. A Folha do Litoral News traz uma notícia a ser comemorada e que aumenta a luz da esperança da superação da pandemia: mais de 7 milhões de cidadãos do Estado tomaram a primeira dose e 2,9 milhões a segunda dose ou a dose única, contabilizando 10 milhões de doses aplicadas em braços de pessoas que nasceram ou residem no Paraná, o que contabiliza 84% do público-alvo alcançado com a dose inicial, com meta do Governo do Estado de chegar a 100% da faixa etária acima de 18 anos até o final de setembro.

Todo um esforço logístico está sendo feito pelo Poder Público para recebimento, fabricação, destinação e aplicação dos imunizantes contra o Coronavírus em todo o Brasil, com trabalho conjunto da União, Estados e municípios. Isso ocorre porque é notório cientificamente que somente por meio da vacina que conseguiremos superar a pandemia do Coronavírus, salvando vidas e promovendo a retomada econômica ampla que o País e a sociedade tanto precisa. Todos nós queremos dias melhores urgentemente, faz um ano e meio que estamos convivendo com este vírus que se prolifera não somente pelo contato humano e superfícies contaminadas, como também pela ignorância à prevenção, pelo negacionismo à vacina, bem como pelo desdém ao uso de máscara e ao distanciamento.

O Ministério da Saúde (MS), do Governo Federal, emitiu um comunicado nesta semana pedindo que toda a população brasileira não somente se vacine contra o Coronavírus, como também tome as duas doses, completando o esquema vacinal, garantindo a eficácia máxima do imunizante, pois, infelizmente, muitas pessoas não estão retornando para tomar a dose complementar no País (cerca de 8,5 milhões de brasileiros, segundo o MS). Além disso, o ministro Marcelo Queiroga reforçou não somente a importância da vacinação, como também o fato de que todas as vacinas oferecidas gratuitamente à população no País são confiáveis, possuem eficácia comprovada e devem ser tomadas pelos brasileiros. Já sabemos que a hora é de um pacto em prol da vida, da ciência e da sociedade: tome e defenda a vacina. Exerça a fraternidade e o respeito ao próximo.

Em alta