conecte-se conosco

Editorial

Informação valiosa para pais e cuidadores

Os jornalistas Tiago Leifert e Daiana Garbin anunciaram recentemente que a filha deles, Lua, está com um tumor nos olhos chamado pelos especialistas de retinoblastoma. O anúncio chocou a todos e chamou a atenção para o diagnóstico precoce da doença, um fator que faz chegar a até 95% de chance de cura.

Publicado

em

Os jornalistas Tiago Leifert e Daiana Garbin anunciaram recentemente que a filha deles, Lua, está com um tumor nos olhos chamado pelos especialistas de retinoblastoma. O anúncio chocou a todos e chamou a atenção para o diagnóstico precoce da doença, um fator que faz chegar a até 95% de chance de cura.

O retinoblastoma afeta principalmente bebês e crianças até os cinco anos de idade. A faixa etária que atinge se tornou uma informação valiosa para pais e cuidadores, já que crianças normalmente só são levadas para consultas oftalmológicas quando chegam na idade escolar ou quando se queixam de alguma dificuldade na visão. Para explicar essa e outras questões acerca do tema, a Folha do Litoral News traz nessa edição as informações da médica especialista em oftalmopediatria e estrabismo, Dra. Rafaela Modelli.

Apesar de ser considerada uma doença muito rara, chegando a cerca de 400 casos por ano, expor situações como essa é um serviço para a sociedade, pois leva a informação e populariza o conhecimento dos sintomas, algo fundamental para se chegar ao diagnóstico precoce. Também evidencia a importância de observar a criança de forma integral, pois uma forma de olhar um pouco diferente pode passar despercebido pelos cuidadores. Mas, pode esconder um problema que necessita de atenção.

O anúncio também alerta para outras doenças oftalmológicas que podem acometer crianças e coloca em pauta cuidados, formas de tratamento e prevenção. A informação de qualidade de forma responsável e consciente faz a diferença quando consegue atingir todas as classes sociais, chegar nos meios de comunicação e ultrapassar as redes sociais. Falar de temas de saúde, em meio a tanta desinformação encontrada atualmente, faz a diferença e provoca a mudança.