conecte-se conosco

Editorial

Ensino integral e a oferta de novos conhecimentos

Publicado

em

editorial

Com as mudanças do Novo Ensino Médio, aprovado na lei de 2017, algumas questões precisaram ser alteradas na educação para se adequar ao novo formato. As medidas começaram a valer a partir deste ano e vai mudar gradativamente o ensino em escolas públicas e privadas de todo o País. No Paraná, como anunciou nesta semana o Governo do Estado, o Novo Ensino Médio tem reflexos na educação em tempo integral.

Nesta modalidade, os estudantes cursam as disciplinas obrigatórias da BNCC (Base Nacional Comum Curricular) e escolhem o chamado itinerário formativo, que pode ser linguagens e ciências humanas ou matemática e ciências da natureza. Essa é apenas uma das mudanças que a nova lei traz. Outra alteração são quanto as disciplinas, são quatro novas, chegando ao total de 11.

Com mais tempo na escola, os estudantes paranaenses terão duas aulas semanais de educação financeira. A oferta da disciplina já foi cogitada por especialistas que acreditam ser fundamental educar os jovens para lidar com o dinheiro. Desta forma, pode ser importante para que eles tenham um conhecimento maior sobre o consumismo, por exemplo, e saber lidar com suas finanças no futuro. A maior compreensão sobre educação financeira por essa geração também pode contribuir com a consciência sobre endividamento, algo que no ano passado atingiu níveis históricos no País.

O ensino integral aliado a novos conhecimentos e formas de aprender pode ser construtivo para esses jovens, aumenta o vínculo com os professores e com as unidades de ensino, podendo promover maior integração entre os integrantes da comunidade escolar. Que a educação e, principalmente, os estudantes e a sociedade como um todo, possam colher bons frutos dessas mudanças.

Continuar lendo
Publicidade