conecte-se conosco

Editorial

A variante H3N2 e os cuidados já conhecidos

Com a flexibilização das regras sanitárias e avanço da vacinação, muitas pessoas deixaram de utilizar a máscara e já vivem a normalidade, mesmo não sendo essa a atitude orientada pelos órgãos de saúde

Publicado

em

Outro assunto de saúde tem tomado as manchetes dos jornais. Além da Covid-19 e do estado pandêmico vivenciado há meses, a gripe voltou a vitimar pessoas no Brasil, com índices expressivos em várias regiões do País. A variante da gripe, chamada de H3N2, já está presente em, ao menos, 17 Estados e no Distrito Federal, onde já há confirmações da doença.

O Paraná já registrou casos da variante, por isso vale o alerta para que os cuidados sejam reforçados, principalmente nesta época do ano em que há muitas aglomerações em função da comemoração de Ano Novo que está por vir.

Os casos da variante da gripe quase dobraram no Paraná na última semana, sendo que no dia 20 de dezembro uma pessoa morreu vítima da doença no norte do Estado. Uma epidemia como essa durante o verão não é esperada pelas autoridades de saúde, já que o vírus costuma atingir a população comumente nos dias mais frios. No entanto, durante o inverno deste ano, as medidas restritivas para evitar a Covid-19 estavam mais rígidas, fazendo com que o cidadão usasse mais a máscara – e da forma correta -, além de evitar espaços fechado e com aglomeração. Evitando uma doença, se estava evitando a outra também.

Isso não se vê mais nos dias de hoje. Com a flexibilização das regras sanitárias e avanço da vacinação, muitas pessoas deixaram de utilizar a máscara e já vivem a normalidade, mesmo não sendo essa a atitude orientada pelos órgãos de saúde. 

Com as duas infecções vigentes, é importante que todos estejam atentos aos sintomas que possam aparecer, saber identificá-los e procurar ajuda se necessário, além de fazer o isolamento para proteger os demais integrantes da família.