conecte-se conosco

Economia

Apesar da pandemia, exportações do Paraná fecham estáveis em 2020

Alta no saldo da balança se deve à queda expressiva das importações e não ao bom desempenho das exportações do Estado (Foto: Gelson Bampi)

Publicado

em

Apesar da pandemia, exportações do Paraná fecham estáveis em 2020

Houve queda de 0,16% com relação a 2019

Segundo dados de dezembro divulgados pela Secretaria de Comércio Exterior (Secex), do Ministério da Economia, as exportações paranaenses somaram US$ 16,429 bilhões em 2020. A queda em relação a 2019 (US$ 16,454) foi de apenas 0,16%. Já as importações registraram queda de 15,4% no ano, num total de US$ 10,740 bilhões negociados. Assim, o saldo da balança comercial paranaense em 2020 somou US$ 5,7 bilhões, 51,3% maior do que o acumulado em 2019.

“Não foi o desempenho ideal, mas diante de um ano adverso em função da pandemia da Covid-19, que atingiu em cheio a economia mundial, o resultado não deixa de ser bom”, avalia o economista da Fiep, Evânio Felippe. Mas ele alerta que é preciso atenção porque a alta no saldo da balança se deve muito mais à queda expressiva das importações do que ao bom desempenho das exportações do Estado. “Com a redução no dinamismo da atividade econômica em todo o mundo, os mercados seguraram as compras externas para controlar despesas. Mesmo assim, mais de US$ 5,7 bilhões de saldo foram acumulados pelo Estado em 2020”, afirma.

O complexo soja foi o principal produto vendido, que representa 37% do total exportado pelo Paraná em 2020, cerca de US$ 6 bilhões. Crescimento de 25% em relação ao ano anterior. Depois vêm as carnes, que somam US$ 2,1 bilhões e respondem por 13% da pauta, mas que registraram queda de 24% em relação ao total vendido em 2019. Em seguida, material de transporte, itens ligados ao setor automotivo, com US$ 1,2 bilhão e 7,6% na pauta, com queda de 33% nas vendas no ano. E madeira, com participação de quase 7% da pauta, crescimento de 6,6% em 2020, chegando a US$ 1,1 bilhão em valores negociados.

“O setor automotivo foi um dos mais impactados pela pandemia. Numa situação de dificuldade econômica, os mercados retraem o consumo de produtos de alto valor agregado, como automóveis, o que fez cair significativamente as vendas externas destes produtos aqui no Paraná e também a produção nas indústrias do Estado”, argumenta o economista.

Importações

Também por conta da instabilidade econômica gerada pela Covid-19, a compra de insumos, produtos e serviços de fora foi reduzida em 15,4% no Paraná em relação a 2019. Produtos químicos – adubos, fertilizantes e inseticidas utilizados na agroindústria – tiveram pequena queda de 4,5%, mas representam 35,2% da pauta de importações do Estado. Depois, em valores mais expressivos, vêm produtos derivados do petróleo, com retração de 39%; produtos mecânicos (-5%); materiais elétricos e eletrônicos (-8%); e material de transportes (-56%).

“Em 2020, a atividade de comércio exterior do Estado se manteve estável mesmo diante da pandemia. Para 2021, o desempenho está condicionado às políticas de imunização em massa da população. Quanto mais rápido for o ritmo de vacinação no Estado e no País, maior deve ser o dinamismo e os reflexos na economia, como a retomada dos empregos, do consumo, aumento de vendas e de produção nas indústrias para atender à demanda”, conclui Felippe.

Fonte: FIEP

Leia também: Aciap faz a entrega do veículo a vencedora do Show de Prêmios

Em alta

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.