conecte-se conosco

Ciência e Saúde

Maio Amarelo: Portos do Paraná realiza ação com caminhoneiros no Pátio de Triagem

Objetivo é conscientizar os motoristas para a direção segura

Publicado

em

Uma série de ações voltadas aos caminhoneiros ocorreu no Pátio de Triagem de Paranaguá.

Na tarde de sexta-feira, 10, a Gerência de Saúde e Segurança do Trabalho (GSST) da Portos do Paraná iniciou, em parceria com o SEST/SENAT, uma série de ações voltadas aos caminhoneiros no Pátio de Triagem de Paranaguá.

Felipe Zacharias, assessor especialista de Saúde e Segurança da Portos do Paraná, destacou a importância da ação junto aos caminhoneiros

Felipe Zacharias, assessor especialista de Saúde e Segurança da Portos do Paraná, destacou a importância da ação junto aos caminhoneiros. “Estamos no Maio Amarelo e essa é uma das campanhas do calendário anual de campanhas que nós temos na Gerência de Saúde e Segurança do Trabalho do Porto de Paranaguá. A ideia é fazer um atendimento especializado para os caminhoneiros toda sexta-feira, dando informações sobre a questão de segurança no trânsito, as regras internas no porto, fazendo algumas alusões a embriaguez. O Sest/Senat, que é o nosso parceiro, fez a questão dos óculos de simulação de embriaguez, justamente para que o caminhoneiro também entenda um pouco daquilo que mexe no centro dele, quando ele acaba ingerindo algum tipo de bebida alcoólica”, contou.

A ideia, segundo a Portos do Paraná, é conscientizar os motoristas para a direção segura nas ruas, estradas e rodovias, com o objetivo de evitar acidentes no trânsito. “O Maio Amarelo destaca a questão da redução de violência no trânsito. Então, a ideia é trazer esse aporte de informações para eles, informações técnicas de dentro do porto, mas também informações gerais que circulam e todo caminhoneiro, como motorista profissional, tem acesso, que são as questões de segurança no trânsito” complementou Zacharias.

Uma série de ações voltadas aos caminhoneiros ocorreu no Pátio de Triagem de Paranaguá

Foram oferecidas orientações sobre direção segura e também atendimentos de saúde como aferição de pressão arterial e teste de glicemia. A Leila da Cunha, auxiliar de saúde bucal do Sest/Senat, explicou quais serviços foram disponibilizados aos caminhoneiros. “Hoje nós estamos falando sobre a conscientização do Maio Amarelo, a segurança no trânsito, a não tomar bebida alcoólica, além de um teste da simulação de alguém embriagado. Aferimos a pressão e falamos um pouco dos nossos serviços do Sest/Senat”, disse.

Dalécio Aparecido da Silva é caminhoneiro há 35 anos

Dalécio Aparecido da Silva é caminhoneiro há 35 anos e veio a Paranaguá para descarregar soja no Porto de Paranaguá. O profissional do volante participou da ação. “É muito importante, porque a gente já vive uma vida sedentária, sem exercícios, sem cuidados com a saúde e, então, quando tem esses eventos, para nós, é muito importante, porque a gente está cuidando da saúde e se prevenindo. Eu mesmo sou diabético, tenho pressão alta, então preciso estar me cuidando. Essa ação é muito importante para a saúde de todos os motoristas que vivem transportando o nosso progresso do nosso Brasil”, contou.

O caminhoneiro Teutônio Araújo da Costa foi um dos inúmeros participantes da ação do Maio Amarelo

Teutônio Araújo da Costa é natural de Chapadão do Céu, no estado de Goiás. Ele foi mais um dos inúmeros participantes da ação do Maio Amarelo no Pátio de Triagem. “Eu tirei a pressão, pois fazia um tempo que não tirava e foi até bom, porque sempre quando tem ações como essa, é bom para a gente saber como é que está a nossa saúde. Como a gente está muito na estrada, mal dá tempo de tirarmos a pressão e fazer alguma coisa, como ir ao médico”, relatou.

📲 Clique aqui para seguir o canal da Folha do Litoral News no WhatsApp.

A empresa pública, diariamente, traz orientações e atividades para os caminhoneiros nas vias urbanas, quando eles acessam armazéns da cidade, principalmente em relação à velocidade, além do cuidado com os pedestres. “Nós temos ações focadas aqui no Pátio de Triagem, que é onde tem o maior ponto de concentração, e também dentro da faixa portuária. Na faixa portuária, nós realizamos blitz periódicas a cada 15 dias, também com teste de etilômetro, divulgação de regras, verificação das questões do caminhão como um todo, e passando as informações no sentido preventivo. É óbvio que se for encontrada alguma questão que seja grave, nós acabamos atuando de uma forma punitiva, seja bloqueio de acesso, até que o motorista evidencie que tomou uma ação para corrigir aquele problema e ele volta a poder ter o acesso nas áreas alfandegadas de controle”, finalizou o assessor especialista de Saúde e Segurança da Portos do Paraná, Felipe Zacarias.

Esta mesma ação ocorrerá nas próximas sextas-feiras do mês de maio, nos dias 17, 24 e 31.

Em alta

plugins premium WordPress