conecte-se conosco

Direito & Justiça

Secretaria de Justiça, Família e Trabalho traz serviços gratuitos a Paranaguá

Secretário Ney Leprevost acompanhou várias ações realizadas na Cidade-Mãe do Paraná

Publicado

em

A Secretaria de Justiça, Família e Trabalho trouxe na sexta-feira, 11, a Paranaguá, um conjunto de ações para beneficiar a comunidade. Os serviços gratuitos atenderam quem está em busca de emprego, as pessoas idosas, as crianças e os adolescentes e, várias destas ações contaram com a presença do secretário da pasta, Ney Leprevost.

“Paranaguá é uma cidade que contribui muito para geração de empregos, não apenas por ser uma cidade turística, Cidade-Mãe do Paraná, mas também por toda a estrutura portuária do município. Nós estamos trazendo esses serviços aqui para o município porque a nossa intenção é aproximar cada vez mais o governo da comunidade. O serviço público tem a obrigação, tem o dever de ir onde o povo está. Trouxemos várias ações hoje de empregabilidade, em parceria com o secretário Lozano, e da prefeitura municipal na área do trabalho, a nossa equipe da área de trabalho, emprego e geração de renda está presente. E temos também outras ações sendo realizadas, como a Força Tarefa Infância Segura de Prevenção e Combate aos Crimes contra Crianças, lembrando que para denunciar os crimes contra criança o telefone é o 181. É importante que a sociedade não se cale, não se omita, não faça vistas grossas, quando ocorre um crime contra a criança ou quando suspeitam que pode ocorrer um crime, tem que denunciar”, enfatiza o secretário. “Estão acontecendo palestras e também estamos promovendo um curso de smartphone e redes digitais para as idosas de Paranaguá, e já soube que elas estão adorando esse curso, e cada vez mais vamos estreitar as parcerias do Governo do Estado, da Secretaria de Justiça, Família e Trabalho com município de Paranaguá”, completou.

Na ocasião, o secretário Ney Leprevost também anunciou que serão repassados recursos para a reforma do Centro da Juventude e para melhorar a estrutura do Centro de Atendimento à Criança e Adolescente Vítima de Violência, onde funcionava o antigo prédio do Nucria.

“Os recursos são do Fundo da Infância e Adolescência (Fia) e deliberados pelo Conselho Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente (Cedca)”, explicou Ney.

Palestra

Secretário também esteve acompanhando a palestra “Diálogos da Infância e da
Adolescência: a pedagogia da pandemia e a importância da rede de proteção”

Também foi realizado no auditório da Faculdade Isulpar, no período da tarde, palestra com a chefe do Departamento de Políticas para a Infância e Adolescência da Secretaria de Justiça, Família e Trabalho, Ângela Mendonça, sobre “Diálogos da Infância e da Adolescência: a pedagogia da pandemia e a importância da rede de proteção”, e uma ação da Força-Tarefa Infância Segura (Fortis) com distribuição de folders sobre os cuidados com as crianças.

O ônibus do “Emprega Mais” esteve no Centro Histórico da cidade onde realizou o cadastro e encaminhar pessoas para vagas de emprego.