conecte-se conosco

Direito & Justiça

Caso “Sergio Valentim”: Júri Popular está marcado para a segunda-feira, 13

O crime ocorreu no dia 16 de fevereiro de 2020, na Ilha do Mel. Sessão de Julgamento foi marcada para iniciar às 9h, em Paranaguá.

Publicado

em

O Poder Judiciário do Estado do Paraná designou através do Tribunal do Júri da Comarca de Paranaguá, o julgamento do Caso “Sergio Valentim” para a próxima segunda-feira, dia 13 de junho, às 9h. A Sessão será transmitida pelo YouTube.

Na ação proposta pelo Ministério Público do Estado do Paraná, o réu Charles Alexandre Seehagen responde pela morte de Sergio Luiz Valentin. O crime ocorreu no dia 16 de fevereiro de 2020, na Ilha do Mel, em Paranaguá. O laudo de necropsia, feito na vítima, aponta que foram quarenta e três facadas e outras lesões.

Sessão 

O Tribunal de Justiça do Estado do Paraná estabeleceu regras para a retomada das atividades presenciais e para o ingresso em prédios do Poder Judiciário do Estado do Paraná, diante da imunização estatal contra a Covid-19, por meio dos Decretos n.º 673/2021 e 699/2021.Assim, o ato será realizado na forma presencial, o que é imprescindível para garantia da incomunicabilidade dos jurados, das testemunhas e o exercício do contraditório e plenitude da defesa.

Durante a Sessão de Julgamento serão rigorosamente observadas as diretrizes de prevenção e distanciamento, sendo obrigatório o uso de máscara por todos os participantes e a submissão aos protocolos sanitários de prevenção nas dependências do Poder Judiciário, nos termos do Anexo III do Decreto n.º 400/2020.

O ingresso ao Fórum e ao Plenário será restrito aos jurados, testemunhas, representante do Ministério Público e Advogados, além dos Policiais e Servidores que deverão atuar para realização da Sessão, com fundamento no artigo 14, II do Decreto 401/2020 e artigo 30, II, do Decreto 400/2020.

Entenda o Caso

Charles Alexandre Seehagen, de 36 anos, morador no balneário Vila Nova em Pontal do Paraná, foi preso em casa, na tarde do domingo, dia 16 de fevereiro de 2020, por policiais militares, acusado da morte de Sérgio Luiz Valentin, de 55 anos, ocorrida na Ilha do Mel.

De acordo com policiais militares do Batalhão Ambiental, que atuam na localidade, testemunhas relataram que ouviram o pai de Charles comentando que o filho tinha feito besteira, que tinha matado um homem a facadas.

Momentos antes, um rapaz de 22 anos, inquilino da vítima, que alugava quartos na região de Brasília, na Ilha do Mel, encontrou o corpo enrolado em uma lona azul, no quintal da residência. “Serginho Preto”, como o homem era conhecido, foi morto a facadas. Charles Alexandre ocupava um dos quartos alugados pela vítima.

Prisão

Logo em seguida, os policiais acionaram equipes em Pontal do Paraná, e repassaram o endereço de Charles, que foi preso em casa e encaminhado para a Delegacia de Polícia Civil em Paranaguá.

O corpo de Sérgio Luiz Valentin foi recolhido ao IML – Instituto Médico Legal de Paranaguá, onde passou por exames complementares. Uma equipe da Criminalística esteve na Ilha do Mel, no local onde o crime aconteceu, e realizou a perícia.

Continuar lendo
Publicidade