Connect with us

Coronavírus

Vacinação contra a Covid-19 pode iniciar na próxima semana em Paranaguá

Segundo o ministro, Anvisa deve autorizar uso emergencial das vacinas Coronavac e AstraZeneca no domingo, 17 (Foto: EBC)

Publicado

em

Vacinação contra a Covid-19 pode iniciar na próxima semana em Paranaguá

Secretária de Saúde participou de reunião on-line com ministro da Saúde

Na quinta-feira, 14, a Prefeitura de Paranaguá divulgou uma notícia apontando que o início da vacinação contra a Covid-19 está cada vez mais próximo em Paranaguá, algo que deve ocorrer ainda neste mês. A secretária municipal de Saúde de Paranaguá, Lígia Regina de Campos Cordeiro, participou de videoconferência com o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, na qual foi apontado pelo representante do Governo Federal a representantes de municípios de todo o Brasil que a Anvisa, possivelmente, autorizará o uso emergencial das vacinas produzidas pelo Instituto Butantan (Coronavac) e Fiocruz (AstraZeneca) no domingo, 17, com possibilidade de planejamento e início da imunização em todo o Brasil, incluindo Paranaguá, na próxima semana.

“Neste primeiro momento, conforme o ministro da Saúde, o público-alvo será formado por idosos, profissionais de saúde e indígenas aldeados”, explica a Secretaria Municipal de Comunicação (Secom) da Prefeitura. “Durante a conferência, Eduardo Pazuello nos informou que foram importadas dois milhões de doses da AstraZeneca e seis milhões de doses do Instituto Butantan. Com chegada primeiramente das 2 milhões de doses da AstraZeneca vindas da Índia”, afirma Lígia Cordeiro.

Segundo o informado pelo ministro à gestora de Paranaguá, caso seja autorizado pela Anvisa o uso emergencial, na terça-feira, 19, da próxima semana, será feito o lançamento da campanha de vacinação e cronograma para distribuição em todo o País. “Na quarta-feira, 20, às 10h, se tudo seguir como o esperado, será feito o planejamento do início da vacinação em todo o País”, complementa. 

O Ministério da Saúde irá repassar as doses aos Estados que, consequentemente, irão encaminhá-las aos municípios. A logística, portanto, será o envio dos imunizantes pelo Governo Federal ao governo estadual do Paraná, que, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), repassará as doses à Prefeitura de Paranaguá e aos outros seis municípios do litoral paranaense. “Após o recebimento das doses, cabe aos municípios o plano de execução, a logística de transporte, padrão da sala de vacinação, utilização de profissionais e equipamentos de proteção individual (EPIs)”, destaca Lígia.

Logística encaminhada em Paranaguá

Segundo a secretária de Saúde, Paranaguá possui um histórico positivo de vacinação em massa, algo feito em campanhas continuamente. “Temos uma equipe bastante comprometida e experiente em campanhas de imunização e estamos nos reunindo para definição dessa logística para que o público preconizado pelo Ministério da Saúde receba as doses da vacina sem aglomerações, de forma segura e planejada”, destaca.

Quando a vacina chegar, para o cidadão ser imunizado ele deverá receber duas doses da vacina, respeitando o período indicado entre as aplicações.  “Após essa primeira etapa com a imunização do primeiro grupo preconizado pelo Ministério da Saúde, outros públicos também receberão a vacina”, finaliza. 

Com informações da Prefeitura de Paranaguá

Leia também: Mulher com 77 anos de Morretes morre no HRL devido à Covid-19