conecte-se conosco

Coronavírus

Secretário de Saúde diz que decisão sobre flexibilização de máscara em locais abertos depende de estudo

Sesa aguardará números da pandemia após Carnaval nos próximos dias

Publicado

em

Na terça-feira, 8, o secretário de Estado da Saúde, Beto Preto, esteve em sessão na Assembleia Legislativa do Paraná (Alep), participando de audiência pública da Comissão de Saúde, trazendo dados de investimentos da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) no terceiro quadrimestre de 2021, bem como dialogando sobre a situação da pandemia no Paraná, entre outros temas. Um dos assuntos foi a possibilidade de flexibilização do uso de máscaras para proteção contra a Covid-19 em todo o Estado em locais abertos, decisão que Beto Preto afirma que aguardará os índices da pandemia nos próximos dias, levando em conta o feriado de Carnaval no início de março, algo que deve ser feito em diálogo com a Alep.

O secretário afirma que o objetivo é analisar os números de casos confirmados de Covid-19 após o último feriado, tomando uma decisão sobre a máscara e seu uso no Paraná após isso. “Estamos ainda na ressaca do Carnaval, pois sabemos que o vírus vem buscando ultrapassar as barreiras de imunização. Não existindo aumento significativo, já estamos iniciando o diálogo com a Assembleia, por causa da lei que define o uso de máscara”, afirma Beto Preto.

Lei Estadual obriga uso de máscaras e ainda está vigente

A Lei Estadual n.º 20.189/2020, aprovada por todos os deputados estaduais, obriga o uso de máscaras contra a Covid-19 enquanto a pandemia perdurar no Paraná. Ou seja, ainda está vigente. “Não temos de sair na frente de qualquer estado. Queremos flexibilidade, mas vamos fazer de maneira muito segura e cautelosa”, explica o gestor da Sesa.

Flexibilização será apenas em ambiente externo

“Estamos ainda na ressaca do Carnaval, pois sabemos que o vírus vem buscando ultrapassar as barreiras de imunização. Não existindo aumento significativo, já estamos iniciando o diálogo com Assembleia”, afirma Beto Preto (Foto: Geraldo Bubniak/AEN)

“Será uma flexibilização nos ambientes externos, vai levar mais um tempo para dispensar o uso nos ambientes mais fechados. A orientação expressa do Governo é segurança e responsabilidade com os paranaenses”, explica o secretário de Saúde.

“Quando se fala que o mundo todo está tirando as máscaras é porque estão fazendo pesquisas e mostrando a importância da vacinação. As UTI’s esvaziaram após a vacina e isso deve ser analisado”, finaliza o presidente da Comissão de Saúde, deputado estadual Dr. Batista, presente na audiência.

Com informações da Alep