conecte-se conosco

Coronavírus

Pelo menos 133,7 mil vacinas já foram aplicadas em crianças de 5 a 11 anos no Paraná

Relatório preliminar foi divulgado pela Secretaria da Saúde

Publicado

em

O Paraná já registrou a aplicação de pelo menos 133.700 vacinas contra a Covid-19 em crianças de 5 a 11 anos. Os dados consideram as doses administradas de 15 a 31 de janeiro, período em que o Estado recebeu as primeiras doses e iniciou a vacinação deste público.

Os números foram compilados em um relatório preliminar divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) na quarta-feira, 2, com informações disponibilizadas pelos municípios e enviadas para as 22 Regionais de Saúde.

“Nossa missão é fazer com que as vacinas cheguem até o braço dos paranaenses, e com o apoio das equipes municipais, o Paraná se mantém entre os estados com maior número de cobertura vacinal”, afirmou o secretário de Estado da Saúde, Beto Preto.

Considerando o número total de aplicações, estima-se que o Paraná tenha atingido cerca de 12,4% da população de 5 a 11 anos com a primeira dose. Segundo o Ministério da Saúde, o Paraná possui 1.075.294 crianças nesta faixa etária.

REMESSAS

O Ministério da Saúde já destinou quatro remessas de vacinas pediátricas ao Paraná, somando 601.360 doses. Os dois primeiros lotes continham 65,5 mil Pfizer cada e o terceiro somava 118.280 CoronaVac (para esquema vacinal completo, metade para primeira dose – D1 e metade para segunda aplicação – D2) e outras 95,2 mil Pfizer.

Vacinas contra Covid-19 para crianças no Centro de Medicamentos do Paraná (Cemepar), em Curitiba. (Foto: Geraldo Bubniak/AEN)

Destas, 59.140 CoronaVac D2 permanecem armazenadas no Centro de Medicamentos do Paraná (Cemepar). Até o momento, 285.340 vacinas infantis foram distribuídas aos municípios.

O quarto e último lote já confirmado para o Paraná é composto por 97 mil doses da Pfizer, recebidas na noite de terça-feira. Outras 159.880 CoronaVac devem chegar ao Estado na tarde desta quarta-feira,2, e serão destinadas para primeira aplicação (D1).

“Precisamos que a população se conscientize da importância e eficácia das vacinas e levem as crianças até um ponto de vacinação, principalmente com a predominância da variante Ômicron no Paraná”, alertou Beto Preto.

VACINÔMETRO

O levantamento preliminar é maior do que os dados disponíveis no Vacinômetro do Ministério da Saúde. Lá, até agora, o Paraná é o terceiro estado com maior número de aplicações neste público, somando 70.280 doses, atrás somente da Bahia (88.724) e São Paulo (869.963), respectivamente. No entanto, ainda há instabilidades da base nacional do Programa Nacional de Imunizações (PNI) e atrasos na notificação.

Fonte: AEN