conecte-se conosco

Coronavírus

Paranaguá inicia primeira fase de vacinação para adolescentes

Público de 12 a 17 anos com deficiência permanente e comorbidades será vacinado

Publicado

em

Na quarta-feira, 15, foi iniciada a nova fase da vacinação contra a Covid-19, com a imunização de adolescentes de 12 a 17 anos em Paranaguá.

“É preciso lembrar que seguiremos a Nota Técnica do Ministério da Saúde. Desta forma, a etapa da vacinação inicia com os adolescentes com deficiência permanente”, afirmou o prefeito Marcelo Roque, sobre o assunto.

Para evitar o deslocamento dessas pessoas à Estação Ferroviária, a vacinação ocorrerá conforme planejamento entre as secretarias de Educação e Saúde em casa ou na escola, aos estudantes da Apae, Eva Cavani, Cedap, onde estão os adolescentes das classes especiais.  As demais pessoas acamadas de 12 a 17 anos serão vacinadas em casa.

“Também vacinaremos nesta etapa, os adolescentes de 12 a 17 anos com comorbidade que siga o que diz o Plano Nacional de Imunização do Ministério da Saúde e com atestado. A relação das comorbidades está disponível no site da Prefeitura de Paranaguá: www.paranagua.pr.gov.br”, afirmou o prefeito.

Será seguida a mesma logística e critérios adotados durante a vacinação dos adultos. “Logo poderemos iniciar também por idade. É preciso aguardar um pouquinho mais. Nosso intuito é sempre vacinar o maior número de pessoas o quanto antes porque vacina boa é vacina no braço. Seguimos também com a vacinação para pessoas com 18 anos ou mais idade e a segunda dose. Não perca tempo, cuide da sua saúde e venha se vacinar”, finalizou o prefeito de Paranaguá.

“Logo poderemos iniciar também por idade. É preciso aguardar um pouquinho mais”, afirmou o prefeito de Paranaguá, Marcelo Roque

Primeira adolescente vacinada em Paranaguá

Primeira adolescente vacinada em Paranaguá foi Ketellyn Vitória de Chiche, com 12 anos

Segundo o município, a primeira adolescente vacinada em Paranaguá foi Ketellyn Vitória de Chiche, com 12 anos. “A prefeitura iniciou hoje a primeira fase de vacinação para o público de 12 a 17 anos com comorbidades ou deficiência permanente, seguindo o Ministério da Saúde”, informou a Secretaria Municipal de Comunicação (Secom).

Informações técnicas para adolescentes que serão vacinados

Segundo informe da Prefeitura de Paranaguá, através da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), o início da vacinação contra o Coronavírus de adolescentes de 12 a 17 anos em Paranaguá segue o Plano Nacional de Imunização e Norma Técnica do Ministério da Saúde. “Nesta primeira etapa serão vacinados os menores com deficiência permanente ou comorbidades” complementa a Secom.

Com relação aos documentos necessários, a prefeitura ressalta que “é preciso apresentar documento do pai, mãe ou responsável legal e do adolescente, além do Cartão SUS e comprovante de residência”, detalha. 

O município divulgou detalhes de cada público a ser vacinado:

DEFICIÊNCIA PERMANENTE

“Em parceria do a Secretaria Municipal de Educação, a Secretaria Municipal de Saúde vacinará os alunos da Apae, Eva Cavani, Cedap e classes especiais na residência ou na escola conforme já informado aos pais ou responsáveis. Também serão imunizados em suas casas os adolescentes de 12 a 17 acamados ou domiciliados. Todos com termo de aceitação assinados pelo responsável pelo menor”, informa a pasta.

COMORBIDADES

Segundo a prefeitura, adolescentes de 12 a 17 anos com comorbidades também serão vacinados nesta etapa inicial. “Como ocorrido com os adultos, as comorbidades deverão ser aquelas indicadas pelo Ministério da Saúde e a vacinação ocorrerá mediante apresentação de laudo/atestado médico.  A Secretaria Municipal de Saúde ressalta que todos os adolescentes devem estar acompanhados de pai ou mãe ou ainda um responsável legalmente constituído que assinará o Termo de Aceite no ato da vacina. Para evitar aglomerações, apenas um adulto poderá entrar na Estação Ferroviária para acompanhar o adolescente”, completa.

“Um link será disponibilizado no site da Prefeitura de Paranaguá com a lista de comorbidades para facilitar o acesso da população”, afirma a Secretaria de Saúde.

Confira a lista de comorbidades divulgadas pela Semsa: 

DIABETES MELLITUS – Qualquer indivíduo com diabetes.

PNEUMOPATIAS CRÔNICAS GRAVES – Indivíduos com pneumopatias graves incluindo doença pulmonar obstrutiva crônica, fibrose cística, fibroses pulmonares, pneumoconioses, displasia broncopulmonar e asma grave (uso recorrente de corticóides sistêmicos ou internação prévia por crise asmática ou uso de doses altas de corticóide inalatório e de um segundo medicamento de controle no ano anterior). 

HIPERTENSÃO ARTERIAL RESISTENTE (HAR) – Quando a pressão arterial (PA) permanece acima das metas recomendadas com o uso de três ou mais anti-hipertensivos de diferentes classes, em doses máximas preconizadas e toleradas, administradas com frequência, dosagem apropriada e comprovada adesão ou PA controlada em uso de quatro ou mais fármacos antihipertensivos.

HIPERTENSÃO ARTERIAL ESTÁGIO 3 – PA sistólica acima de 180mmHg e/ou diastólica acima de 110mmHg independente da presença de lesão em órgão-alvo (LOA). 

HIPERTENSÃO ARTERIAL ESTÁGIOS 1 E 2 COM LESÃO EM ÓRGÃO-ALVO – PA sistólica entre 140 e 179mmHg e/ou diastólica entre 90 e 109mmHg na presença de lesão em órgão-alvo. 

DOENÇAS CARDIOVASCULARES: 

INSUFICIÊNCIA CARDÍACA (IC) – IC com fração de ejeção reduzida, intermediária ou preservada; em estágios B, C ou D, independente de classe funcional da New York Heart Association. 

COR-PULMONALE E HIPERTENSÃO PULMONAR – Cor-pulmonale crônico, hipertensão pulmonar primária ou secundária. 

CARDIOPATIA HIPERTENSIVA CARDIOPATIA HIPERTENSIVA – Hipertrofia ventricular esquerda ou dilatação, sobrecarga atrial e ventricular, disfunção diastólica e/ou sistólica, lesões em outros órgãos-alvo.

SÍNDROMES CORONARIANAS – Síndromes coronarianas crônicas (Angina Pectoris estável, cardiopatia isquêmica, pós Infarto Agudo do Miocárdio, outras). 

VALVOPATIAS – Lesões valvares com repercussão hemodinâmica ou sintomática ou com comprometimento miocárdico (estenose ou insuficiência aórtica; estenose ou insuficiência mitral; estenose ou insuficiência pulmonar; estenose ou insuficiência tricúspide, e outras). 

MIOCARDIOPATIAS E PERICARDIOPATIAS – Miocardiopatias de quaisquer etiologias ou fenótipos; pericardite crônica; cardiopatia reumática 38.

DOENÇAS DA AORTA, DOS GRANDES VASOS E FÍSTULAS ARTERIOVENOSAS – Aneurismas, dissecções, hematomas da aorta e demais grandes vasos Arritmias cardíacas Arritmias cardíacas com importância clínica e/ou cardiopatia associada (fibrilação e flutter atriais; e outras). 

CARDIOPATIAS CONGÊNITA NO ADULTO – Cardiopatias congênitas com repercussão hemodinâmica, crises hipoxêmicas; insuficiência cardíaca; arritmias; comprometimento miocárdico. 

PRÓTESES VALVARES E DISPOSITIVOS CARDÍACOS IMPLANTADOS – Portadores de próteses valvares biológicas ou mecânicas; e dispositivos cardíacos implantados (marca-passos, cardio desfibriladores, ressincronizadores, assistência circulatória de média e longa permanência). 

DOENÇAS NEUROLÓGICAS CRÔNICAS – Doença cerebrovascular (acidente vascular cerebral isquêmico ou hemorrágico; ataque isquêmico transitório; demência vascular); doenças neurológicas crônicas que impactem na função respiratória, indivíduos com paralisia cerebral, esclerose múltipla, e condições similares; doenças hereditárias e degenerativas do sistema nervoso ou muscular; deficiência neurológica grave. 

DOENÇA RENAL CRÔNICA – Doença renal crônica estágio 3 ou mais (taxa de filtração glomerular < 60 ml/min/1,73 m2) e/ou síndrome nefrótica.

IMUNOCOMPROMETIDOS – Indivíduos transplantados de órgão sólido ou de medula óssea; pessoas vivendo com HIV; doenças inflamatórias imunomediadas em atividade e em uso de dose de prednisona ou equivalente > 10 mg/dia; demais indivíduos em uso de imunossupressores ou com imunodeficiências primárias; pacientes oncológicos que realizaram tratamento quimioterápico ou radioterápico nos últimos 6 meses; neoplasias hematológicas. 

HEMOGLOBINOPATIAS GRAVES – Doença falciforme e talassemia maior. 

OBESIDADE MÓRBIDA – Índice de massa corpórea (IMC) acima de 40. 

SÍNDROME DE DOWN – Trissomia do cromossomo 21. 

CIRROSE HEPÁTICA – Cirrose hepática Child-Pugh A, B ou C.

Vacinação de pessoas com idade acima de 18 anos e segunda dose

Segundo a Prefeitura de Paranaguá, segue ocorrendo a vacinação de pessoas com 18 anos ou mais idade com a primeira dose em Paranaguá. A imunização ocorre na Estação Ferroviária.

Além disso, a aplicação da segunda dose contra a Covid-19 prossegue no município. Estão sendo imunizados com a dose complementar da Pfizer pessoas com retorno indicado até 22 de outubro, com a segunda dose da AstraZeneca cidadãos com retorno programado até 30 de setembro e, por fim, pessoas imunizados com a CoronaVac poderão “se vacinar na data da segunda dose indicada no documento vacinal”, finaliza.

Com informações da Prefeitura de Paranaguá e Facebook Marcelo Roque

Fotos: Divulgação – Prefeitura de Paranaguá/Secom

Em alta

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.