Connect with us

Coronavírus

Paraná e litoral deverão ter toque de recolher decretado pelo Estado

Secretário de Saúde, Beto Preto, destaca momento crítico de pandemia e curva ascendente íngreme no número de casos da Covid-19 (Foto: Gilson Abreu/AEN)

Publicado

em

Paraná e litoral deverão ter toque de recolher decretado pelo Estado

Trabalho remoto para servidores estaduais será recomendado

Na terça-feira, 1.º, o Governo do Estado divulgou uma nota oficial para a imprensa destacando que, além de todas as medidas de prevenção à pandemia da Covid-19 já vigentes no Paraná, como uso obrigatório de máscaras, regras de distanciamento social e higiene, até a quarta-feira, 2, devem ser divulgadas novas restrições para conter o avanço da doença. De acordo com a nota, um toque de recolher será implantado em todo o Paraná, bem como deverá ser recomendado o trabalho remoto para servidores estaduais. 

A medida foi anunciada após o avanço da pandemia nas últimas semanas. Somente na terça-feira, 30, o Paraná teve mais 2.539 casos confirmados e 61 vidas perdidas em decorrência da infecção causada pelo novo Coronavírus, chegando ao total de 282.645 e 6.160 mortes. O litoral contabilizou, no mesmo dia, mais 212 casos da Covid-19 e três mortes decorrentes da doença, registrando o total de 10.094 pessoas infectadas e 212 óbitos desde o início da pandemia.

A nota do Governo Estadual reafirma “que continuam válidas todas as orientações divulgadas desde o início da pandemia da Covid-19 para evitar a propagação do novo Coronavírus, como o distanciamento físico, o uso de máscara e a higiene pessoal”, completa.

“Por meio da Secretaria de Estado da Saúde (SESA), e em alinhamento com os gestores municipais, serão produzidos dois novos instrumentos jurídicos para ajudar a conter a alta disseminação do vírus verificada nos últimos dias”, explica o governo. Um deles refere-se à restrição de horário para circulação de pessoas no período noturno – “toque de recolher”. “A outra recomendará a retomada das atividades de trabalho remoto de servidores estaduais, semelhante à resolução anteriormente publicada pela SESA”, informa. As normativas deverão ser publicadas até a quarta-feira, 2″, finaliza a nota.

Secretário de Saúde alerta sobre curva ascendente da pandemia

Decreto com novas medidas restritivas deverá ser publicado até a quarta-feira, 2

“É um momento crítico a que nós estamos chegando, com quase 95% dos leitos ocupados na capital e também na Região Metropolitana de Curitiba (RMC). Em nossos estudos de números, todas as estatísticas da epidemiologia vêm sendo analisadas, estamos em uma curva ascendente íngreme neste momento em relação a número de casos. Temos que interromper isso. Possivelmente teremos um decreto no sentido de instituir o toque de recolher, diminuir a circulação de pessoas durante a madrugada a partir das 22h ou 23h. Este é um ponto importante”, afirma o secretário de Estado da Saúde, Beto Preto. O gestor afirma que outro foco será a circulação de pessoas em praças, parques e logradouros públicos. “Neste momento se faz necessário um olhar a estes quesitos”, relata. 

Outro ponto é o trabalho remoto aos servidores estaduais, com “o retorno ao home office das repartições públicas estaduais e, também, convidando os poderes e municípios para que possam agir na mesma linha”, completa Beto Preto. “Todo nosso trabalho é no sentido de alinhar as decisões do Estado com as decisões dos municípios. Por isso vamos tomar essas medidas e vamos seguir analisando o que vem pela frente”, afirma o secretário.

“Em recursos humanos, leitos hospitalares, medicamentos e estrutura física desses hospitais para atender os paranaenses também há um limite e, além deste limite, nós não conseguimos ir. Até agora administramos de maneira equilibrada todo o contexto da pandemia, esperamos continuar assim e, principalmente, encerrando ou diminuindo o número de casos novos através de uma redução da circulação do vírus”, finaliza Beto Preto.

Leia também: Mais três mortes por Covid-19 são confirmadas pelo Hospital Regional do Litoral