Connect with us

Coronavírus

Médico esclarece a diferença entre gripe e Covid-19

Dr. Jonathan Aredes explicou quais os sintomas causados pelas doenças

Publicado

em

Gripe é uma doença muito comum durante os dias mais frios e acomete desde crianças até idosos. Com a pandemia de Covid-19 e a chegada do inverno, muitas pessoas começaram a ter dúvidas a respeito dos sintomas, que costumam ser semelhantes entre as duas doenças. Além disso, ainda existem os resfriados, que também são comuns nesta época do ano.

O médico Dr. Jonathan Aredes, que atua na rede pública em Paranaguá, explica a diferença entre gripe e outras infecções respiratórias, como resfriados e a própria Covid-19. “Apesar de terem muitos sintomas semelhantes, a gripe, o resfriado e a Covid são causadas por vírus diferentes e cada uma tem suas particularidades. A gripe é causada pelo vírus influenza e seu quadro é mais grave que o do resfriado comum”, destacou Aredes.

Gripe

Segundo ele, a gripe causa, geralmente, febre, mal-estar, dor de garganta, coriza, dor de cabeça e tosse. “Os sintomas duram em torno de sete dias, porém a tosse pode se prolongar por semanas. Na gripe, o tratamento tem o objetivo de aliviar os sintomas. Medicamentos antivirais são utilizados apenas em casos complicados, como na H1N1 (Oseltamivir/Tamiflu)”, disse Aredes.

Ele lembra que, ao contrário do novo Coronavírus, é possível prevenir a gripe por vacina, disponibilizada nas unidades de saúde de todo o Brasil anualmente. “A melhor forma de prevenção contra a gripe é a vacinação. Ela é disponibilizada todo ano, gratuitamente, para os grupos de risco na rede pública”, salientou Aredes.

Resfriado

Já os resfriados têm como agentes causadores os rinovírus. “A infecção é mais comum em crianças, que chegam a ter de oito a dez resfriados por ano. O quadro respiratório é, na maioria das vezes, benigno e autolimitado. Ele se inicia com mal-estar, dor de garganta, nariz escorrendo ou entupido, espirros e tosse. Além disso, as crianças podem apresentar febre baixa, fadiga, falta de apetite, dores no corpo e na cabeça”, descreveu o médico.

Em algumas crianças, o resfriado pode se complicar com otite, sinusite e pneumonia bacteriana. “Em pacientes com asma, o resfriado pode piorar o quadro respiratório. No resfriado, o tratamento é focado em controlar a febre e aliviar os sintomas. As medidas de prevenção são as mesmas de outras infecções respiratórias: cuidados de higiene e etiqueta respiratória”, ressaltou Aredes.

Covid

O novo Coronavírus (SARS-CoV-2) provoca sintomas gripais como febre alta, tosse, dor de garganta, dores musculares e dificuldades para respirar.

“A maioria das pessoas, no entanto, apresenta um quadro leve e sem complicações. Em cerca de 20% dos casos, os pacientes evoluem com quadros respiratórios graves, que podem se agravar para o óbito. E esse desconforto respiratório agudo tem sido importante na diferenciação de um quadro viral mais simples”, diferenciou Aredes.

De acordo com o médico, não existe um tratamento estabelecido para o Coronavírus, porém vários medicamentos estão sendo testados em todo o mundo. “Para prevenir a infecção pela Covid-19, as principais medidas são o isolamento social, higiene, etiqueta respiratória e uso de máscara”, afirmou Aredes.

É válido destacar que, ao surgimento de qualquer sintoma, a principal orientação é para que as pessoas procurem atendimento médico para que o profissional possa fazer o diagnóstico e indicar o melhor tratamento.