conecte-se conosco

Coronavírus

Litoral do Paraná deverá receber doses da vacina Oxford/AstraZeneca contra a Covid-19 neste domingo

O voo que trouxe a carga da vacina chegou às 23h14 do sábado, 23, ao Paraná (Foto: Gilson Abreu/AEN)

Publicado

em

Litoral do Paraná deverá receber doses da vacina Oxford/AstraZeneca contra a Covid-19 neste domingo

86,5 mil doses chegaram ao Aeroporto Internacional Afonso Pena, no Paraná, na noite de sábado, 23

Na noite do sábado, 23, por volta das 23h24, o Paraná, pela segunda vez, recebeu uma carga de vacinas contra a Covid-19. Os imunizantes Oxford/AstraZeneca, desenvolvidas em parceria com a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), chegaram ao Aeroporto Internacional Afonso Pena, em São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba (RMC). De acordo com o Ministério da Saúde (MS), o Paraná receberá 86.500 doses do imunizante, que também já foi aprovado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

“Como forma de agilizar o processo, a distribuição para as 22 Regionais de Saúde começa já na manhã deste domingo, 24, a partir das 6h30, com os caminhões saindo do Centro de Medicamentos do Paraná (Cemepar), em Curitiba, e as aeronaves do Aeroporto do Bacacheri, também na capital”, informa o Governo do Estado. “De acordo com o planejamento da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), 15 regionais receberão as cargas por meio de transporte aéreo. As outras sete (Litoral, Curitiba e Região Metropolitana, Ponta Grossa, Irati, União da Vitória, Guarapuava e Telêmaco Borba) por via terrestre”, explica.

O voo que trouxe a carga da vacina chegou às 23h14 do sábado, 23, ao Paraná. “Como forma de agilizar o processo, a distribuição para as 22 Regionais de Saúde começa já na manhã deste domingo, 24, a partir das 6h30, com os caminhões saindo do Centro de Medicamentos do Paraná (Cemepar), em Curitiba, e as aeronaves do Aeroporto do Bacacheri, também na capital.
Segundo a Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), 15 regionais receberão as cargas por meio de transporte aéreo. “As outras sete (Litoral, Curitiba e Região Metropolitana, Ponta Grossa, Irati, União da Vitória, Guarapuava e Telêmaco Borba) por via terrestre”, detalha, incluindo Paranaguá e os outros seis municípios da região que deverão receber a vacina por veículos terrestres.

“Vamos levar rapidamente para as regionais de saúde para continuar o a campanha de vacinação. Os lotes vão começar a chegar em fluxo contínuo, mas precisamos ainda de muitas doses. Estamos em contato permanente com o Ministério da Saúde para que esse fluxo não pare”, afirma o secretário de Estado da Saúde, Beto Preto.

Segundo Margely de Souza Nunes, diretora do Cemepar, a partir do momento em que o Ministério da Saúde sinalizou a quantidade de doses, foi feita a organização para preparar os volumes e a distribuição para as regionais. “Estamos trabalhando desde cedo neste sábado para planilhar as quantidades e organizar essa distribuição”, afirmou “A expectativa é que isso se torne uma rotina. Estamos bem animados e bem confiantes”, afirma.

Grupos prioritários

“A remessa com pouco mais de 86 mil doses é a parte que cabe ao Paraná dos 2 milhões de imunizantes importadas do Instituto Serum, um dos centros da AstraZeneca para a produção da vacina na Índia. Vai ampliar o alcance da proteção ao chamado grupo prioritário, formado por profissionais de saúde, pessoas em Instituições de Longa Permanência para Idosos (ILPI), pessoas com deficiência severa e indígenas. A definição de prioridade segue o Plano Nacional de Imunização (PNI), do Governo Federal”, afirma o Governo do Estado.

Segundo o secretário de saúde, diferentemente da CoronaVac, primeira dose do imunizante contra o Coronavírus no Paraná, a vacina da AstraZeneca será aplicada em lote único, garantindo a primeira dose para mais pessoas. “Como o intervalo de aplicação das doses da AstraZeneca é de 120 dias, o lote desta vez será único. O objeto é colocar à disposição todas as doses, já que depois vamos receber um estoque auxiliar para a segunda dose”, afirma Beto Preto

“Esse é o segundo lote de imunizantes encaminhado ao Estado pelo Ministério da Saúde. O primeiro, composto por 265.600 vacinas da CoronaVac, produzidas pelo Instituto Butantan em parceria com a farmacêutica chinesa Sinovac, já começou a ser distribuído e aplicado pelos 399 municípios do Estado. De acordo com a Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), 57,2 mil receberam a proteção até as 17h30 de sexta-feira (22). O número representa 43% das 132.771 doses (metade do primeiro lote) repassadas pelo Governo do Estado”, afirma o governo paranaense.

Segundo o Estado, a quantidade foi dividida porque o intervalo de aplicação é menor, de três semanas. “Por isso garantimos que a mesma pessoa receba as duas doses neste intervalo de tempo”, complementa Beto Preto.

Terceiro lote da vacina

Segundo o governo paranaense, o processo de vacinação ganhará ainda mais agilidade nos próximos dias, visto que está programado para chegar ao Paraná ainda nesta semana um terceiro lote, também da CoronaVac. “A estimativa é que o Estado receba cerca de 5% das 4,8 milhões de doses emergenciais autorizadas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) na sexta-feira (22). Ou seja, cerca de 240 mil imunizantes que também serão divididos de forma igualitária por todas as cidades paranaenses. No total, confirmado os números da terceira remessa, o Paraná vai contabilizar 592,1 mil doses”, completa.

“Neste momento, o importante é vacinar o maior número de paranaenses possíveis. Queremos imunizar, até maio, 4 milhões de paranaenses que compõem o grupo de risco”, afirma Beto Preto.

Logística

Vacinas da Fiocruz contra a Covid-19 chegam ao Centro de Medicamentos do Paraná (Foto: Gilson Abreu/AEN)
Vacinas da Fiocruz contra a Covid-19 chegam ao Centro de Medicamentos do Paraná (Foto: Gilson Abreu/AEN)

“O Governo do Estado vai repetir a partir deste domingo a estratégia montada para a logística de distribuição das primeiras vacinas. A força-tarefa inclui duas aeronaves e uma frota de caminhões. Tudo para ganhar agilidade e fazer com que a proteção chegue o mais brevemente possível ao braço dos paranaenses. As primeiras 132.771 doses (metade do lote), por exemplo, saíram do Centro de Medicamentos do Paraná (Cemepar) na terça-feira, 19, de manhã e chegaram a todas as Regionais de Saúde em 27 horas”, explica o Estado.

Segundo o Estado, a intenção é de agilizar ainda mais a vinda das vacinas contra o Coronavírus do que no primeiro lote da Coronavac. “Queremos ser ainda mais rápidos agora. Esperamos que até o fim do dia as vacinas já estejam em todas as regionais para que na segunda-feira, 25, às 8 horas, os municípios já comecem a vacinar”, destaca o diretor-geral da Secretaria da Saúde, Nestor Werner Junior.

“A diferença se dará apenas em relação ao prazo de aplicação entre uma dose e outra. Enquanto a CoronaVac necessita de três semanas, a vacina de Oxford pede quateo meses. O armazenamento está sendo feito no Cemepar, que conta com ampla estrutura de freezers e câmaras frias, além de questões de segurança”, explica a Sesa.

Plano de vacinação

De acordo com o Plano Estadual de Vacinação contra a Covid-19, que segue a mesma linha do Programa Nacional de Imunização (PNI) do Ministério da Saúde, na primeira etapa da vacinação serão imunizados profissionais da saúde que aplicarão as vacinas, pessoas com mais de 60 anos que residem em Instituições de Longa Permanência para Idosos (ILPI) e os profissionais que atuam nos locais, população indígena, pessoas com deficiência severa e trabalhadores que atuam em unidades de saúde que atendem pacientes com suspeita ou confirmação da infecção pelo novo coronavírus.

“A definição de grupos prioritários seguiu critérios do Ministério da Saúde, como tempo de contato (ou exposição) com os pacientes infectados pela Covid-19 e pessoas com maior risco de complicações pela infecção causada pelo Sars-CoV-2. Na sequência, o Estado planeja vacinar pessoas com 80 anos ou acima desta idade, pessoas entre 75 e 79 anos e assim sucessivamente, até aqueles que têm idade variando entre 60 e 64 anos. Com a quantidade de doses disponibilizadas, seguindo a ordenação por grupos prioritários, a previsão é vacinar o total de 4.019.115 pessoas até maio de 2021. A vacinação ocorrerá de acordo com o recebimento dos imunizantes, de forma gradual e escalonada”, afirma a assessoria.

De acordo com a Sesa, o Paraná tem 1.850 salas de vacinação nos 399 municípios, incluindo o litoral paranaense. “A quantidade de locais varia em cada cidade de acordo com o tamanho da população. Os municípios são responsáveis pela gestão dos profissionais para aplicação das doses da vacina”, finaliza.

Com informações da AEN

Leia também: Esclareça dúvidas sobre a vacinação contra a Covid-19

Em alta

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.