Connect with us

Coronavírus

Golpistas agendam falsa vacinação contra a Covid-19 por telefone

Criminosos clonam aplicativos de mensagem de usuários

Publicado

em

Desde que a vacinação contra a Covid-19 foi iniciada no Brasil em janeiro de 2021, criminosos em todo o País utilizaram o anseio da população pela imunização para tirar lucro indevido, algo que poderá aumentar com a aceleração da chegada de vacinas nas últimas semanas. Golpistas telefonam para as pessoas para um suposto agendamento da vacinação se passando por representantes do Ministério da Saúde (MS), algo que não é feito pelo órgão, posteriormente enviando um código ao cidadão para que a vítima clique e confirme a imunização, algo que faz com que criminosos possam clonar aplicativos como o WhatsApp e o Telegram e, posteriormente, se passar pela pessoa, podendo obter vantagens financeiras e realizar outros tipos de crimes. 

“O Ministério da Saúde alerta para um novo golpe em nome do órgão! A ação visa clonar seu número do aplicativo de mensagens e ter acesso aos dados de seu celular. Não caia nessa”, informou o MS nas redes sociais. Segundo a assessoria, o órgão “não telefona para marcar vacinação e jamais pede este tipo de confirmação de dados”, salienta.

Segundo a assessoria, além de telefones, os golpistas pedem ao usuário a confirmação de códigos enviados via SMS ao celular. “Golpistas simulam contato para agendamento de vacinação contra a Covid-19 e enviam um código para que a vítima clique e confirme. Essa ação clona seu aplicativo de mensagens e dá acesso ao seu celular aos golpistas”, alerta.

“Se alguém receber ligações ou mensagens pelo celular com esta promessa e solicitando dados pessoais ou outras informações, a orientação do Ministério da Saúde é que a pessoa não forneça qualquer dado e denuncie a autoridades competentes”. O  Ministério da Saúde destaca que o Sistema Único de Saúde é universal e gratuito. Não há condições prévias para a vacinação, que será realizada nos postos de saúde e pontos utilizados em campanhas de imunização”, informa a Agência Brasil, órgão de imprensa do Governo Federal.

Uso de PIX para golpes

Visando facilitar transações bancárias e pagamentos, o PIX foi um avanço no setor econômico, porém, infelizmente, é algo também usado por criminosos em golpes para facilitar o recebimento de dinheiro indevido. “Na verdade os golpes começam bem antes, com ações como a clonagem do whatsapp, envio de aplicativos fraudulentos para acessar computadores e celulares, e golpes da chamada engenharia social do whatsapp, em que a pessoa usa informações que encontra da vítima nas redes sociais para se passar por ela seja para pedir dinheiro ou para a acessar a conta bancária”, informa a Agência Brasil.

Segundo o diretor da  Associação Data Privacy Brasil de Pesquisa, Rafael Zanatta, no primeiro semestre deste ano, golpistas perceberam a agilidade do PIX, algo que virou atrativo para eles. De acordo com ele, “falta desenvolver mecanismos que garantam segurança para a operação, como os botões de pânico que os caixas de banco têm nas agências físicas”. “A Febraban (Federação Brasileira dos Bancos) recomenda que a pessoa procure seu banco assim que perceber qualquer movimentação estranha na conta”, finaliza o órgão de imprensa.

Com informações da Agência Brasil

Foto: Gilles  Lambert/Unsplash – Divulgação

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.