Connect with us

Coronavírus

Comércio local busca retomada nas vendas

Empresários têm se reinventado para superar o período

Publicado

em

Desde o dia 13 de abril, o comércio de Paranaguá, considerado não essencial, pode retomar as vendas após muitos dias parados em função das medidas de controle do Coronavírus. Desde então, em dias alternados e preestabelecidos, os comerciantes puderam reabrir seus negócios e tentar retomar parte de sua rotina para manter o estabelecimento.

O diretor da Câmara do Comércio Varejista da Associação Comercial, Industrial e Agrícola de Paranaguá (Aciap), Anwar Hamud Hamud, disse que, com a reabertura escalonada, os comerciantes têm buscado retomar as vendas.

“Antes mesmo do fechamento no comércio, o comerciante já vinha sentido essa queda nas vendas com o início da quarentena e o fechamento do comércio não essencial, as vendas despencaram de vez, mas com a reabertura gradual o comerciante pode diminuir um pouco o prejuízo”, afirmou Anwar.

Venda virtual e delivery

Segundo ele, os comerciantes estão buscando formas de se recuperar. “É um momento novo, o empresário nunca passou por uma crise como essa, muitos estão conseguindo atravessar esse momento melhor que a maioria, aqueles que já efetuavam vendas on-line e por delivery estão conseguindo atravessar melhor, mas aqueles que ainda não realizavam nenhuma venda on-line ou por delivery estão encontrando certa dificuldade”, observou Anwar.

Sendo assim, o atendimento por delivery tem suprido em partes esse declínio nas vendas. “Com a continuidade da quarentena, os pedidos de entrega estão aumentando e essa opção está se consolidando como uma realidade para todos os comerciantes e empresários, de qualquer ramo ou segmento, em Paranaguá”, afirmou Anwar.

O diretor da Câmara do Comércio Varejista de Paranaguá destacou que muitos lojistas estão migrando, obrigatoriamente, para o digital. “Seja com um e-commerce próprio, através do Facebook/Instagram ou pelo Whatsapp, esse é o momento para que o comerciante se reinvente e procure novas formas de vender e atender o consumidor, temos bastante histórias de comerciantes que fazem atendimento a domicílio e fazem venda de vouchers para datas futuras”, contou Anwar.

Medidas de prevenção

Para a reabertura, os estabelecimentos tiveram que adotar medidas de prevenção à Covid-19. “Pelo que percebo por parte do lojistas, muitos estão respeitando o que consta no decreto e as orientações, já se readequaram fisicamente para atender e equiparam seus fundiários com máscaras, álcool em gel e até luvas, mas percebo muitos consumidores que ainda circulam sem o uso de máscaras”, alertou Anwar.

Incentivo ao comércio local

Os comerciantes que estão tendo mais dificuldade para se adaptar estão recebendo ajuda. “A Câmara do Comercio Varejista e o SPC estão engajados para incentivar a compra no comércio local e a buscar ferramentas para que o comerciante e empresário continue vendendo mesmo em tempos de crise, por isso junto com alguns parceiros estamos realizando o movimento Compre no Comércio Local”, enfatizou Anwar.