Connect with us

Coronavírus

91% dos paranaenses estão de acordo com o fechamento parcial de estabelecimentos, diz Datacenso

“O mundo será outro após a chegada do Coronavírus”, afirma Claudio Shimoyama, CEO do Grupo Datacenso

Publicado

em

Cerca de 86% dos paranaenses aprova medidas do Governo do Estado 

As mudanças que a pandemia do novo Coronavírus está provocando na sociedade paranaense são visíveis, com números de infectados pela doença crescendo diariamente no Paraná e no Brasil, diversas medidas foram tomadas pelo Poder Público, por meio da União, Estados e municípios, com foco no isolamento social, redução da disseminação da Covid-19 e tentativa de reduzir impactos econômicos. O Grupo Datacenso realizou uma pesquisa de opinião entre os paranaenses com o intuito de avaliar como a população está analisando as medidas estatais e como a Covid-19 está alterando o dia a dia dos cidadãos, algo divulgado na última semana.  

O recente estudo realizado pelo Grupo Datacenso, nos dias 19 e 20 de março de 2020, com 2 mil paranaenses, mostra que 86% da população está aprovando o plano de combate adotado pelo governador Ratinho Júnior para conter a Covid-19. Além disso, 67% da população durante o período da pesquisa aprovou parcialmente ou totalmente as medidas do governo do presidente Jair Bolsonaro. 

Segundo o levantamento, 40% dos paranaenses sentiram um alto impacto com o Coronavírus no seu cotidiano, seguido de 39%, que diz ser médio, 17% baixo e 4% nenhum. “E a maioria (56%) tem receio ou medo, de contrair a doença, 24% está passando mais tempo em casa, e 20% evita fazer compras em dinheiro, limpa assentos e privadas, utiliza mais serviços de Delivery, compra mais produtos on-line”, informa a assessoria do Datacenso. 

Hábitos novos

A pandemia está causando novos hábitos na população paranaense, algo demonstrado na pesquisa, que aponta que 56% dos paranaenses aumentaram a sua higiene pessoal, lavando as mãos e passando álcool em gel mais vezes. Além disso, 24% estão passando mais tempo em suas residências e 20% dos moradores do Paraná estão evitando fazer compras em dinheiro, utilizando mais serviços de entrega ou compras on-line. 

Abastecimento

O Datacenso reforça que não há risco de desabastecimentos nos mercados, mesmo com o alto fluxo de pessoas, algo garantido pela Associação Paranaense de Supermercados (Apras). Tal confiança foi repassada aos paranaenses, como visto no levantamento. “Oitenta e um por cento dos paranaenses não fizeram estoque até o momento, apenas 28% fizeram estoque de alimentos e/ou de produtos de higiene e limpeza, 5% de medicamentos, 1% de Streaming e 1% de outros no geral. Também têm sido evitadas situações, como locais com concentração de pessoas, restaurantes, reuniões com amigos, eventos, consultas e utilização de transporte”, explica a assessoria. 

Fechamento parcial 

Segundo Grupo Datacenso, maior parte dos paranaenses acredita que pandemia da Covid-19 durará de dois a três meses

“Praticamente todos os paranaenses (91%) estão de acordo com o decreto 4.301/20 emitido na quinta-feira, 19, pelo Governo do Estado, que determina o fechamento de shopping e estabelecimentos congêneres, além de academias e centros de ginástica, com o objetivo de evitar a propagação do Coronavírus no Paraná”, informa o DataCenso. 

Paranaenses acreditam que pandemia irá durar de dois a três meses

Cinquenta e quatro por cento dos paranaenses acreditam que a pandemia do Coronavírus deverá durar de dois a três meses. “Vinte e quatro por cento de quatro a seis meses, 16% até 1 mês, e 6% até seis meses, e 1% fez outras citações. E para 83% a economia do País deve piorar”, detalha a assessoria. 

Maioria se informa por veículos de comunicação

De acordo com o estudo do Datacenso, os canais mais utilizados pelos paranaenses para se informar sobre a Covid-19 e pandemia são os veículos televisivos e de imprensa em geral (35%), redes sociais (29%), rádio (25%) e sites especializados (11%). “Lembrando que as respostas foram espontâneas múltiplas”, explica o Datacenso.

CEO do Grupo Datacenso detalha pesquisa

Claudio Shimoyama, CEO do Grupo Datacenso, economista e doutor e mestre em Engenharia da Produção pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), afirma que a pesquisa foi feita de forma on-line e traz informações importantes na mudança de comportamento do paranaense durante a pandemia, bem como compreende se os cuidados médicos e de saúde exigidos pelas autoridades estão de fato ocorrendo no Estado. “Os números mostram que os paranaenses estão preocupados e se protegendo do Coronavírus”, afirma. 

De acordo com o CEO, o Coronavírus e a pandemia trarão impactos na economia e sociedade não só em 2020, mas também nos próximos anos. “Na economia, com desaquecimento e aumento do desemprego e fechamento de empresas. No comportamento da população, com novos hábitos de consumo, social, na saúde e educação”, detalha.

Metodologia

“A pesquisa foi realizada de forma quantitativa, os dias 19 e 20 de março. No levantamento foram entrevistados 2 mil respondentes, paranaenses, on-line. A leitura dos resultados deve considerar uma margem de erro de 2%, considerando grau de confiança de 95%, sendo satisfatória para uma análise estatística”, informa o Grupo Datacenso. 

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.