conecte-se conosco

Coronavírus

320 leitos de UTI Covid do Paraná foram habilitados de maneira permanente pela União

O investimento anual no custeio destes leitos soma mais de R$ 63 milhões, que serão repassados pelo governo federal para a administração estadual e municipal, de acordo com a gestão do estabelecimento de saúde

Publicado

em

Foto: Geraldo Bubniak/AEN

O Ministério da Saúde habilitou 320 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) atualmente destinados ao tratamento da Covid-19, para atendimento geral, de maneira permanente no Paraná. A informação foi divulgada na portaria GM/MS nº 220, de 27 de janeiro de 2022, publicada no Diário Oficial da União nesta sexta-feira (4).

As unidades tipo II adulto estão divididas em 21 hospitais de 16 municípios do Estado. O investimento anual no custeio destes leitos soma mais de R$ 63 milhões, que serão repassados pelo governo federal para a administração estadual e municipal, de acordo com a gestão do estabelecimento de saúde.

O secretário de Estado da Saúde, Beto Preto, explicou o que muda com a nova habilitação. “Os leitos que foram criados para atendimento à Covid-19 não possuem garantia de permanência na Rede Estadual devido ao alto custo de manutenção das unidades. Agora, essas 320 UTIs anunciadas pelo Ministério da Saúde ficarão à disposição da população para atendimentos eletivos ou de urgência e emergência”, disse.

Na prática, os 320 leitos – parte dos 1,4 mil criados e 600 incorporados pelo Governo do Estado para enfrentamento à Covid-19 – serão incluídos definitivamente na Rede Hospitalar do Paraná, e custeados com recursos federais.

HISTÓRICO

Antes da pandemia, o Paraná possuía cerca de 1,2 mil leitos de UTI gerais há cerca de 30 anos. Para atendimento à Covid-19, em meses, o Governo mais que dobrou este número, destinando 2 mil leitos exclusivos para a doença no pico da pandemia no Estado.
Com a incorporação destes novos leitos, o Paraná terá um ganho de pelo menos 26,6% no número de unidades para atendimento geral.

“Isso significa que em dois anos de pandemia o Governo não só dobrou o número de leitos disponíveis no Estado todo, como também garantiu um aumento de quase um terço na Rede”, acrescentou Beto Preto.

LEITOS AUTORIZADOS

Estes 320 leitos já anunciados como parte integrante e definitiva da Rede Estadual estão neste momento habilitados pelo Ministério da Saúde para atendimento à Covid.
Atualmente, 978 UTIs estão habilitadas pelo governo federal até o fim de fevereiro para enfrentamento à doença. Após este período, os leitos definitivos retornarão para a Rede e incorporarão o atendimento geral do Estado.

Fonte: AEN