conecte-se conosco

Editorias

Consumidor não precisa estocar produtos e abastecimento segue garantido nos supermercados do litoral

Principal produto em falta nas gôndolas é o álcool em gel. Supermercados fazem parte de atividade essencial e vão continuar funcionando normalmente

Publicado

em

Presidente da Apras explica que grandes mercados no Paraná possuem estoque contínuo

Os tempos de pandemia do novo Coronavírus, que chegou ao Paraná, inclusive registrando os primeiros casos da doença na última semana, fez com que consumidores, em um pânico desnecessário, fossem aos supermercados no litoral do Paraná a fim de estocar produtos, esvaziando gôndolas, principalmente de itens de limpeza e higiene pessoal, algo que prejudica outros cidadãos que precisam dos itens. Segundo a Associação Paranaense de Supermercados (Apras), não há motivo para desespero por parte dos consumidores, visto que os grandes mercados do litoral e de todo o Estado possuem estoque e as indústrias responsáveis pelo abastecimento seguem produzindo normalmente.

Segundo o presidente da Apras, Pedro Joanir Zonta, a indústria no Brasil está trabalhando normalmente e o abastecimento nos supermercados está sendo feito normalmente. “Não tem pelo que faltar produto no mercado hoje porque todas as indústrias estão trabalhando dentro da normalidade”, explica, destacando que a falta de produtos só irá ocorrer se os casos da Covid-19 aumentarem consideravelmente e funcionários das empresas fiquem impedidos de produzir, algo que não ocorre atualmente. De acordo com a associação, entre os produtos mais procurados nesta última semana estão os itens de limpeza e higiene pessoal, como álcool em gel e papel higiênico.

“Eu não vejo motivo para que o consumidor esteja estocando. Claro que tivemos no fim de semana muitas lojas que estiveram com gôndolas vazias, porque houve um aumento de compra, principalmente dos produtos de limpeza e higiene pessoal”, explica Zonta, ressaltando que o reabastecimento dos supermercados está sendo rápido. “O risco de faltar produto no momento não existe. A gente não sabe a que ponto isso vai chegar, mas hoje estamos com os mercados bem abastecidos e sem nenhum problema de abastecimento”, acrescenta.

Estoque contínuo

Abastecimento segue sendo realizado normalmente nos mercados de Paranaguá

“Está se transferindo o estoque do comércio para a casa dos consumidores. Não é que vai aumentar o consumo, ele vai continuar sendo o mesmo, a mesma quantia de rolos de papel higiênico que se usa ao mês seguirá sendo utilizado”, explica, ressaltando que os supermercados trabalham com estoque de 30 a 45 dias. “Então, por aí vemos, não há motivo para faltar produto, mesmo que aumente o movimento. Reafirmo que não há necessidade do consumidor correr para comprar pensando que vai faltar, pois as indústrias estão a pleno vapor produzindo o que é preciso para o abastecimento do Brasil”, acrescenta.

Prevenção nos supermercados

A Apras ressalta que está atendendo orientações governamentais e dos órgãos de saúde para que os supermercados associados tomem todos os cuidados necessários para prevenção ao Covid-19. “Os supermercados fazem parte de atividade essencial e vão continuar funcionando normalmente”, acrescenta.  “A maior preocupação do setor no momento é com a saúde da população e a contenção do vírus, por isso, a Apras pede para que as pessoas não entrem em pânico e que evitem estocar alimentos”, reforça a entidade.

“Estamos orientando nossos associados para que disponibilizem em suas lojas sabonete antibacteriano nos banheiros, álcool em gel em pontos estratégicos e que mantenham seus carrinhos de compras e corrimões sempre higienizados. Também orientamos que os supermercados que possuam ar-condicionado mantenham os componentes do sistema limpos de forma a evitar a difusão ou multiplicação de agentes nocivos”, informa a Apras. “Isso já representa uma grande vantagem na prevenção de transmissão de qualquer vírus”, completa, ressaltando que os supermercados tomarão todas as medidas de prevenção e higiene necessárias.

Em alta