conecte-se conosco

Ciência e Saúde

Pastoral da AIDS estará toda semana no Santuário do Rocio para orientar a população

Ação acontece todas as quintas-feiras, das 14h às 17h

Publicado

em

Foto: Divulgação/Pastoral da AIDS

A Secretaria de Vigilância em Saúde e Ambiente do Ministério da Saúde aponta que, somente em 2022, houve o registro de mais de 16,7 mil casos da infecção por HIV no Brasil. Estima-se que mais de um milhão de pessoas vivem com vírus no País. As estatísticas revelam que as ações precisam ser intensificadas para a prevenção dos casos. E é essa a intenção da Pastoral da AIDS de Paranaguá com o início de uma ação que é realizada todas as quintas-feiras no Santuário Estadual de Nossa Senhora do Rocio.

A Pastoral da AIDS em Paranaguá é composta pela coordenadora regional e psicopedagoga, Sueli Ferreira dos Santos, pela terapeuta ocupacional Helenize Zanon, além de um educador físico, uma enfermeira, dois técnicos em laboratório, três auxiliares de enfermagem, três PVHIV/AIDS, três estudantes e dois agentes representantes da comunidade.

“Nós da Pastoral fazemos reuniões e em uma delas nós achamos que havia a necessidade de fazer uma ação contínua. Conversando com padre Dirson, reitor do Santuário do Rocio, ele gostou da proposta e nos cedeu um espaço onde todas as quintas-feiras no período da tarde realizaremos a ação, na Sala do Centro Pastoral”, explicou Sueli.

“Muitas pessoas ainda perguntam se a AIDS existe e sim existem muitas pessoas que estão se infectando, muitas que não sabem que são portadoras do vírus HIV e precisam dessas orientações”, destacou a coordenadora da Pastoral, Sueli Ferreira dos Santos
Foto: Divulgação/Pastoral da AIDS

A ação teve início no dia 1.º de junho voltada para todas as pessoas que sentirem necessidade. “Não existe um público específico, é para a população em geral. Qualquer pessoa, independente de onde more, pode nos procurar que estaremos à disposição, é uma ação para a comunidade, independente da religião. É importante que venham conhecer o trabalho, mesmo que não queira fazer a testagem, pode tirar suas dúvidas, porque hoje é importante que todos tenhamos a informação para repassar aos nossos amigos e familiares, assim como o pessoal que trabalha na área da educação passar aos alunos”, disse Sueli.

Ela reitera a parceria com o Santuário, através do reitor padre Dirson Gonçalves, e afirma que a Pastoral está aberta para novas parcerias.

Segundo ela, os interessados podem fazer o teste durante a ação, procurando a secretaria do Santuário durante qualquer dia da semana para agendar o atendimento que é realizado todas as quintas. “Realizamos o teste de triagem, se der reagente, a pessoa será encaminhada para o serviço específico que é o Centro de Atendimento e Testagem de Paranaguá”, ressaltou Sueli.

A ação da Pastoral visa a preservação da vida e busca levar informação para as pessoas e incentivar o autocuidado. “A ação é extremamente importante não só pela questão do número de casos ser alto no nosso município, mas também pela necessidade de informar que as doenças ainda acontecem. Muitas pessoas ainda perguntam se a AIDS existe e sim existem muitas pessoas que estão se infectando, muitas que não sabem que são portadoras do vírus HIV e precisam dessas orientações. Nós, como igrejas, estamos assumindo esse papel para ajudar o serviço de saúde com acolhimento”, enfatizou Sueli.

Estatísticas no litoral

De acordo com Sueli, a incidência de casos no litoral continua alta. “Estamos muito preocupados com isso e quanto aos novos casos que estão surgindo. Em 2022, tivemos 96 novos casos de HIV no litoral. Em 2023, já tivemos 9 óbitos e isso é muito grave. São vidas, são famílias que perderam seus entes queridos, são pessoas que poderiam não ter se infectado. A Pastoral da AIDS quer chegar no momento em que a gente tenha zero infecção, que todas as pessoas saibam como se prevenir para não se infectar”, afirmou Sueli.

Outro agravo é o aumento dos casos de Sífilis. “Com os mesmos cuidados para evitar o HIV também evitamos a Sífilis. São números altos e estamos trabalhando para que isso diminua e venha a zerar, esse é o sonho da Pastoral da AIDS”, completou Sueli.

A Pastoral também realiza palestras de conscientização e capacitações para formar novos agentes. No próximo dia 11 de junho haverá uma capacitação para formação de novos agentes da Pastoral.

Em alta

plugins premium WordPress