conecte-se conosco

Ciência e Saúde

Paranaguá confirma novo caso de Dengue

Litoral tem 37 pacientes sendo investigados pela doença

Publicado

em

Foto: Divulgação / Freepik

Litoral contabiliza nove casos confirmados de Dengue desde 1.º de agosto de 2021

Na terça-feira, 21, a Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) divulgou o Informe Epidemiológico n.º 18/2021-2022 sobre a situação da dengue em todo o Paraná. Segundo os dados técnicos, neste boletim o litoral paranaense contabilizou um novo caso de dengue, doença causada pelo mosquito Aedes aegypti. A análise abrange o período entre o dia 15 a 21 de dezembro.

Litoral 

No informe divulgado pela Sesa, Paranaguá confirmou um novo caso em decorrência da Dengue. Ao todo, o litoral contabiliza nove casos, sendo quatro infectados em Pontal do Paraná, três casos confirmados em Paranaguá e outros dois em Guaratuba. Segundo o documento, nenhum óbito foi registrado nos municípios da região litorânea.

“Febre com duração de até 7 dias, dor de cabeça, dor no fundo do olho, dor muscular, dor nas articulações são sintomas de Dengue, e a população precisa estar em alerta. Na ocorrência de algum desses sintomas orientamos que busque atendimento médico”, salienta o Secretário de Estado da Saúde, Beto Preto.

O litoral do Paraná tem 37 casos em investigação da doença, sendo: Paranaguá (27); Pontal do Paraná (6); Guaraqueçaba (2); Guaratuba (1) e Morretes (1).

O Informe Epidemiológico n.º 18/2021-2022 da Secretaria de Estado da Saúde indica que no litoral não há confirmações de febre Chikungunya e de Zika Vírus.

Paraná

De acordo com o boletim semanal da dengue divulgado pela Sesa, 21 novos casos foram registrados no Paraná, totalizando 513 infectados. Os dados são do novo período sazonal da doença, que iniciou no dia 1.º de agosto e deve seguir até julho de 2022.

“O verão, que se inicia na data de hoje é a estação mais propícia para a proliferação do mosquito da dengue em função da possibilidade de maior quantidade de chuvas nas diferentes regiões do Estado. O Aedes aegypti se reproduz em água parada, por isso é importante repetirmos sempre que a principal medida preventiva para a dengue é o engajamento da população para evitar acúmulo de água em qualquer local ou recipiente tanto em áreas internas ou externas nas residências.”, afirmou o secretário de Estado da Saúde, Beto Preto.

Até o momento 95 municípios registraram casos da doença, sendo que 71 municípios confirmaram casos autóctones, ou seja, a dengue foi contraída no município de residência.

Há ainda, 1.964 casos em investigação e 285 municípios registraram notificações de dengue, que passaram de 11.503 para 12.189. O Estado não registrou nenhum óbito neste período.

Com informações da Sesa