Connect with us

Ciência e Saúde

Mais de 21 mil pessoas já foram vacinadas contra a gripe em Paranaguá

Nova fase da campanha foi iniciada nesta semana (Foto: Sesa)

Publicado

em

Na segunda-feira, 18, começou a terceira fase da Campanha de Vacinação contra a Gripe, a qual segue até o dia 5 de junho. Em Paranaguá, os últimos dados indicam que já foram vacinadas 21.661 pessoas. Aqueles que fazem parte do público-alvo da campanha podem se direcionar a uma unidade de saúde para receber a dose. Para isso, é preciso levar documento de identidade, Cartão SUS e carteira de vacinação.

A vacina é disponibilizada para pessoas com deficiência, professores, crianças de seis meses a menores de seis anos, gestantes, mães no pós-parto e pessoas acima de 55 anos. “Lembrando que as pessoas que fazem parte do grupo preconizado na primeira e segunda fases da campanha e ainda não se vacinaram ainda podem receber a dose da vacina”, ressaltou, em nota, a Secretaria Municipal de Saúde.

Na primeira fase, a Campanha Nacional foi dirigida aos idosos, a partir de 60 anos, e aos profissionais da saúde. A decisão de se iniciar a campanha por estes grupos é uma medida de proteção já que essas pessoas estão mais vulneráveis e expostas às contaminações.

Na segunda fase, a partir de 16 de abril, a imunização abrangeu profissionais das forças de segurança, portadores de doenças crônicas não transmissíveis e pessoas em outras condições clínicas especiais.

Paranaguá realizou o Dia D da Campanha em 9 de maio, a data é dedicada a mobilizar as pessoas para a importância da dose. “Contudo, outras ações podem ocorrer e serão divulgadas antecipadamente”, afirmou a secretaria.

Além de ser importante em todos os anos, a vacina contra a gripe tem um papel ainda maior neste ano em função da pandemia de Coronavírus. A ampla adesão à vacina pode ajudar a facilitar o diagnóstico, como explicou a superintendente de Vigilância em Saúde da Secretaria Municipal de Saúde, Maristela Cerqueira.

“Esta é uma vacina importante para a prevenção da gripe, uma doença que também pode levar a agravos na saúde do paciente. Além disso, auxilia no diagnóstico do paciente com sintomas de problemas respiratórios. Por isso, reforçamos o convite a todos os pertencentes aos grupos prioritários, que busquem a unidade básica de saúde mais próxima de sua residência para receber a dose da vacina”, informou Maristela.

O último boletim da gripe, emitido pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), no dia 13 de maio, informou que o litoral do Paraná teve dois casos confirmados de Influenza e um óbito. As cidades que registraram os casos foram Guaratuba e Matinhos.

Metas

A meta do Governo do Paraná é atingir a cobertura vacinal de 90% da população alvo, estimada em 3,844 milhões de pessoas. Na Campanha Nacional de 2019, o Paraná registrou cobertura de 87,3% do público-alvo. Os grupos de professores, indígenas, idosos e puérperas apresentaram índices acima de 98%. O grupo dos professores ultrapassou os 110%, chegando a 104,22%. Já os grupos de crianças, gestantes e trabalhadores da saúde ficaram abaixo do estimado e devem ser intensificados neste ano.