Connect with us

Ciência e Saúde

Litoral do Paraná tem quase 2 mil casos confirmados da doença

Trabalho de combate continua em meio à pandemia

Publicado

em

O litoral do Paraná tem 1.995 casos confirmados de dengue dentro do chamado período epidemiológico, que iniciou em julho de 2019. O município com maior número de confirmações é Paranaguá, com 1.706 casos, sendo três de DSA (Dengue com Sinais de Alarme) e um DG (Dengue Grave). Mesmo durante a pandemia, o trabalho de combate ao mosquito transmissor da doença, o Aedes aegypti, continua em Paranaguá.

Segundo informações do boletim da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), outros municípios da região têm registrado a doença como Pontal do Paraná (85), Guaratuba (84), Matinhos (71), Morretes (35) e Antonina (1). Com relação a outras doenças transmitidas pelo mesmo mosquito, Chikungunya e Zika Vírus, o litoral não tem casos confirmados.

Equipes da dengue em Paranaguá aplicam a bomba costal em locais com maior incidência da doença
(Foto: Divulgação/Secretaria de Saúde de Paranaguá)

O agente de endemias e técnico em Meio Ambiente da Secretaria Municipal de Saúde de Paranaguá, Renan Kravitz Ghelardi, explicou que mesmo em meio à pandemia o trabalho de combate à proliferação da doença não parou. “O combate à dengue vem ocorrendo de forma incessante, já que nós também estamos em epidemia de dengue em Paranaguá. Mas, claro que estamos tomando os devidos cuidados, utilizando todos os meios de proteção cabíveis para assegurar a saúde de nossos agentes e da população. Não podemos esquecer o que ocorreu no passado com relação à dengue e vidas aqui perdidas”, disse Ghelardi. “Estamos realizando ações nas áreas com maiores indicações do Aedes aegypti, as quais envolvem a visita aos imóveis, incluindo os que estão em imobiliárias para aluguel e venda, empresas, pontos estratégicos e também realizando a educação nas empresas através de palestras”, contou o agente de endemias.

“Eram esperadas novas confirmações de casos mesmo em temperaturas frias, o que precisamos entender é que haverá uma diminuição na proliferação do mosquito Aedes aegypti, mas apenas uma diminuição e não a eliminação, ou seja, os mosquitos alados ainda realizam o seu ciclo de vida, consumindo sangue e colocando seus ovinhos em ambientes propícios. Mas, em uma velocidade um pouco menor e podendo contaminar com a dengue e outras doenças que venham a transmitir”, afirmou Ghelardi.

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.