Connect with us

Ciência e Saúde

Especialista em ortopedia e traumatologia fala sobre a osteoporose

Dra. Simone Martins Gerhardt é formada pela PUC de Curitiba, em 1994. Fez ortopedia e traumatologia pela Santa Casa de Curitiba, com título de especialista pela SBOT (Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia) em 1997. Também fez fellowship em cirurgia de joelho em São Paulo

Publicado

em

Neste espaço do Momento Saúde Unimed Paranaguá, a Dra. Simone Martins Gerhardt explica o que é a osteoporose, como a doença se desenvolve, além de abordar como é feito o diagnóstico e a importância do tratamento. A médica finaliza dando dicas para manter os ossos saudáveis. Confira:

O que é osteoporose?

Dra. Simone: A osteoporose é uma doença osteometabólica que se caracteriza pela diminuição da densidade mineral óssea (DMO), tornando os ossos frágeis e suscetíveis a fraturas. É uma doença silenciosa (não apresenta sintomas), de instalação insidiosa e é progressiva, muitas vezes o primeiro sintoma é uma fratura. O osso é um tecido vivo e se renova diariamente, formando osso novo e reabsorvendo osso velho. Quando deixamos de formar osso novo e/ou quando aceleramos a reabsorção do osso velho, acontece a osteoporose, que promove o enfraquecimento dos ossos e pode levar à fratura.

Fale um pouco sobre o desenvolvimento da doença.

Dra. Simone Gerhardt: Oitenta por cento dos pacientes desenvolvem a doença pelo processo natural de envelhecimento (menopausa e andropausa), mas outros fatores devem ser levados em consideração: sexo feminino, raça, pele clara, uso de medicamentos (anticonvulsivantes, corticoides, etc.), doenças reumatológicas, alterações de tireoide, amenorreia por longos períodos, histórico familiar, baixo peso, imobilização prolongada, tabagismo, entre outros.

E quanto ao diagnóstico, o que se pode falar?

Dra. Simone Gerhardt: O diagnóstico é feito por radiografias, muitas vezes realizadas por outros motivos, mas o exame indicado é a densitometria óssea, que faz a dosagem da DMO e prevê o risco de fraturas.

Qual a importância do tratamento?

Dra. Simone Gerhardt: O tratamento precoce evita as fraturas e as deformidades decorrentes da doença, gerando mais qualidade de vida. O tratamento deve ser individualizado para cada paciente, de acordo com a causa da doença e deve ser prescrito pelo médico.

Quais as dicas para manter os ossos saudáveis?  

Dra. Simone Gerhardt: A alimentação deve ser rica em cálcio, cujs fontes são leite e derivados, vegetais verde-escuros e frutos do mar. É preciso a adoção da prática de exercícios de fortalecimento muscular (musculação, pilates, natação, hidroginástica); tomar banho de sol diário, pelo menos por 20 minutos, o que vai ativar a Vitamina D; parar de fumar e evitar bebidas alcoólicas e utilizar calçados com solado emborrachado.

Além dessas dicas, quando há idoso em casa, é necessário fazer adaptações: barras fixas nos banheiros e corredores, evitar tapetes soltos, instalar abajur ou interruptor de luz próximo à cabeceira da cama e das portas (para evitar que o idoso precise andar no escuro); utilizar cadeiras com apoio de braço (evita que o idoso caia para os lados).

Leia também: Prefeitura realiza ampliação e revitalização da UPA em Paranaguá