Connect with us

Ciência e Saúde

Casos de dengue crescem 49% em uma semana em Paranaguá

201 possíveis casos de dengue estão sob investigação em Paranaguá (Foto: Instituto Oswaldo Cruz)

Publicado

em

Em sete dias, litoral foi de 100 para 143 casos

Na terça-feira, 7, o Governo do Estado, através da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), por meio da Coordenadoria de Vigilância Epidemiológica, divulgou o Informe Técnico N.º 33, onde apontou os casos de dengue registrados em todo o Paraná. Segundo os dados técnicos, comparando com os números da última semana, Paranaguá registrou um aumento de mais de 49% nos casos de dengue, subindo de 81 para 121 registros. No litoral, aumento foi de 100 para 143 casos confirmados da doença em seis municípios da região.

O período contabilizado no novo boletim abrange desde o fim de julho de 2019 até o presente momento. Após Paranaguá, que lidera o ranking de casos de dengue no litoral Pontal do Paraná, com 12 registros, é o município com mais casos da doença. Guaratuba (3), Matinhos (2), Morretes (1) e Guaraqueçaba (1) completam a lista de cidades com números confirmados da doença. Antonina é o único município na região sem casos de dengue, segundo o informe da Sesa. 

Investigação

Outro alerta é com o número de casos de dengue em investigação: 201 em Paranaguá. Além disso,  Guaratuba (24), Pontal do Paraná (14), Morretes (9), Matinhos (6), Guaraqueçaba (4) e Antonina (8) estão com registros possíveis da doença sendo analisados pela Sesa. 

Risco climático alto da dengue 

De acordo com o boletim, o litoral do Paraná está com risco climático alto de proliferação do Aedes aegypti, mosquito transmissor da dengue, o que reforça a necessidade da continuidade das ações de prevenção pelo Poder Público, bem como pelos moradores na parte interna das suas casas.

Mais de 102 mil casos de dengue no Paraná e 78 óbitos 

De acordo com o informe da Sesa, o boletim apontou o total de 102.247 casos de dengue em todo o Paraná, um aumento de 14.527 casos em relação a semana anterior. “São 9 óbitos confirmados nesta semana. Na publicação da semana passada o total de óbitos no período era de 69, hoje são 78. O período de monitoramento começou em agosto de 2019 e segue até julho deste ano”, explica a assessoria. 

Isolamento social e limpeza das casas

“Estamos vivendo um momento de isolamento social, as pessoas estão passando a maior parte do tempo em casa como medida de proteção fundamental para o controle do coronavírus; por isso reforçamos nosso pedido para que todos contribuam com uma verificação detalhada nos quintais e nos ambientes internos das residências para eliminação dos criadouros do mosquito transmissor da dengue. É o momento de identificarmos o foco e eliminarmos, é uma questão de responsabilidade social”, ressalta o secretário da Saúde do Paraná, Beto Preto. 

O secretário alerta que o Paraná vive uma situação de epidemia no estado por dengue e uma pandemia de coronavírus. “Precisamos aplicar todas as medidas preventivas para as duas infecções e, no caso da dengue, já esta comprovado que a retirada dos focos é a melhor alternativa”, finaliza Beto Preto. 

O boletim completo pode ser acessado no seguinte link: http://www.dengue.pr.gov.br/arquivos/File/BoletimDengue33_2020.pdf .

Com informações da Sesa