Connect with us

Ciência e Saúde

17 mil pessoas já foram vacinadas contra a gripe em Paranaguá

“Público-alvo é de cerca de 50 mil pessoas, ou seja, até esta data, atingimos (nas duas fases), 33,59%”, afirma Secretaria de Saúde (Foto: Prefeitura de Paranaguá)

Publicado

em

Vacina não imuniza contra a Covid-19, mas auxilia no diagnóstico preciso e atendimento mais rápido

Na quinta-feira, 29, a Prefeitura de Paranaguá, através da Secretaria Municipal de Saúde e Prevenção (Semsap), divulgou balanço da Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe em todo o município. De acordo com a pasta, o resultado é positivo e, em sua primeira etapa, que contemplou profissionais de saúde e pessoas acima de 60 anos, alcançou, respectivamente, 70% e 92,25% deste público. Além de imunizar contra a Influenza, as doses, apesar de não protegerem contra o novo Coronavírus, são importantes para facilitar o diagnóstico da Covid-19, deixando-o mais agilizado. 

“O resultado da vacinação até agora é positivo principalmente em relação à primeira etapa que contemplou profissionais da área de saúde com 70,96% de vacinados e pessoas com 60 anos ou mais com a vacinação atingindo 92,25% desse público-alvo”, afirma a Semsap, destacando que esta etapa já foi encerrada.

Atualmente está em vigência a segunda fase de vacinação contra a Influenza entre o dia 16 de abril e 8 de maio, contemplando profissionais das forças de segurança e salvamento, doentes crônicos, caminhoneiros, profissionais de transporte coletivo (motoristas e cobradores) e portuários, povos indígenas, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas, população privada de liberdade e funcionários do sistema prisional.

17 mil pessoas vacinadas 

“Entre a primeira e até o momento da segunda etapa (que ainda está em andamento), vacinamos aproximadamente 17 mil pessoas. O público-alvo é de cerca de 50 mil pessoas, ou seja, até esta data, atingimos (nas duas fases), 33,59%. Lembramos que a segunda fase ainda segue até 8 de maio”, informa a Semsap. 

Coronavírus

A vacina contra a gripe não imuniza com relação ao Coronavírus, entretanto ela colabora na apuração da Covid-19 e tratamento mais rápido. “Ela auxilia no diagnóstico do médico que poderá ser mais rápido e preciso já que será descartada a gripe nesse paciente. Além disso, a vacina evita que as pessoas tenham gripe e precisem se deslocar às unidades de saúde para atendimento em decorrência da doença. Lembrando ainda que a vacinação é a forma mais eficaz de prevenção contra a gripe e suas complicações. Ela é segura e é considerada uma das medidas mais eficazes para evitar casos graves e óbitos por gripe”, afirma a assessoria. 

Onde posso me vacinar?

As pessoas do grupo em vigência para vacinação contra a gripe podem se vacinar nas unidades básicas de saúde (UBS) de Paranaguá. “A única alteração se refere à unidade da Serraria do Rocha. Pessoas do grupo prioritário que residem nas proximidades podem se vacinar na Igreja Santíssimo Redentor, localizada no mesmo bairro. Ações descentralizadas também têm ocorrido e, quando preparadas, são divulgadas para a população”, informa.

“Tivemos vacinação nas comunidades marítimas, drive thru, na área portuária, entre outras ações. A reposição de vacinas contra a gripe ocorre por meio da Secretaria de Estado da Saúde que, por sua vez, recebe as doses do Ministério da Saúde. Todas as vezes que novas doses chegam a Paranaguá são disponibilizadas nas unidades básicas de saúde”, informa a secretaria. 

A próxima fase de vacinação será do dia 9 a 22 de maio e abrangerá pessoas com deficiência, professores, crianças de 6 meses a menores de 6 anos, grávidas, mães no pós-parto e pessoas acima de 55 anos. 

Inverno

“Em tempos de pandemia do novo Coronavírus, bem como a proximidade de dias mais frios, ressaltamos a importância da vacinação contra a gripe. Ao se vacinar, os grupos de risco evitam formas mais graves da doença, além de diminuir a possibilidade de essas pessoas necessitarem procurar os serviços de saúde neste período de Coronavírus”, finaliza a diretora da Atenção Primária da Secretaria Municipal de Saúde, Melissa de Campos Bottan Moreira.