Connect with us

Editorias

18 de Maio de 1880: D. Pedro ll em Paranaguá

Quando você passa pela Rua da Praia, lembra que está passando no mesmo lugar que o Imperador Dom Pedro ll e a Imperatriz Tereza Cristina passaram?

Publicado

em

Quando você passa pela Rua da Praia, lembra que está passando no mesmo lugar que o Imperador Dom Pedro ll e a Imperatriz Tereza Cristina passaram?

Nesse local, há 140 anos, estavam quase 2.500 habitantes à espera do Imperador e da Imperatriz, juntamente com uma banda de música, a qual estava em um barco no meio do Rio Itiberê. Após o anúncio de sua chegada no Forte, foram disparados 21 tiros de canhão.

Todos olhavam em direção à Ilha da Cotinga, até que chegou ao cais com sua comitiva em dois navios da Companhia progressista do Visconde de Nacar. Em sua comitiva figuravam, entre outros, a Baronesa de Fonseca Costa, o Camarista Visconde de Tamandaré, o médico Barão de Maceió, o Deputado Alves de Araújo, o Dr. Dantas Sírio e três Jornalistas da Corte, além da dama de companhia da Imperatriz, a Leopoldina Verner de Magalhães e Barbosa. Então, no dia 18 de maio de 1880, o Imperador e a Imperatriz visitaram o Paraná, chegando e saindo por Paranaguá.

A Rua da Praia estava toda decorada, com arcos triunfais, bandeiras, flâmulas e completamente iluminada.

Caminharam por essa rua e subiram a ladeira ao lado do Palácio Mathias Bohn, depois foram à Capela Bom Jesus dos Perdões, a qual não existe mais. O sino anunciava a sua chegada pela cidade toda. Caminhou pela Rua da Imperatriz, atual Rua Marechal Deodoro, chegando à Igreja Nossa Senhora do Rosário, onde rezaram e agradeceram a viagem.

Da Matriz foram ao Palácio Visconde de Nacar, onde ficaram hospedados e onde também lhes foi servido um jantar para 100 talheres. Em seu diário o próprio Imperador descreve as maravilhas e o clima da região.

Visitou vários prédios públicos da cidade, como o atual Mercado do Café, a Fontinha, a Igreja Matriz, o Museu, a Capitania dos Portos, a Cadeia, telégrafo, escolas, fábrica de sabão e velas, entre outros.

Na Câmara Municipal ficou encanto com uma tela com seu retrato, a qual atualmente encontra-se no IHGP. Visitou ainda o Clube Literário, sendo que no dia 19 de maio foi oferecido um grande baile em sua homenagem, toda a elite compareceu menos a Imperatriz que alegou estar cansada, dizem que ela ficou com ciúmes, pois o nosso mundo feminil era muito sedutor.

O Imperador fez várias doações, inclusive para o hospital. O principal motivo de sua vinda era a inauguração da Estrada de Ferro Paranaguá-Curitiba, que já havia começado. Depois de vinte dias conhecendo o Paraná, retornou à Paranaguá e inaugurou a pedra fundamental da Estrada de Ferro. Sua partida para o Rio de Janeiro foi no dia 05 de Junho.

Lizangela Pinto SiqueiraDiretora Secretária do IHGP