conecte-se conosco

Editorial

A polícia e o combate à violência sexual infantil

As ações de enfrentamento à violência contra crianças e adolescentes ganhou um importante avanço nesta semana.

Publicado

em

As ações de enfrentamento à violência contra crianças e adolescentes ganhou um importante avanço nesta semana. Uma união de esforços entre as polícias Federal, Rodoviária Federal, Civil e Militar resultou na chamada força-tarefa “Infância Segura”, contra a exploração de crianças em Paranaguá. Como a coordenação da operação relatou, essa foi a primeira grande intervenção no litoral do Paraná, baseada em denúncias e no mapeamento de possíveis focos de exploração.

Ações como essa de segurança pública contribuem de forma inestimável para a sociedade, pois, além de combater o crime, promovem o alerta para a prevenção. Muitas crianças ficam impedidas de viver sua infância de maneira integral, com direito à proteção, à vida e à saúde (como descrito na legislação que trata do assunto), tendo sua saúde mental prejudicada, levando marcas da violência sofrida para a vida adulta.

Historicamente, se as vítimas são menores, o fato é escondido pelos pais, até porque, sabe-se que a maior parte destes abusos é cometida dentro do próprio círculo familiar e por pessoas muito próximas às crianças. Este, certamente, não é o caminho para o enfrentamento.

A exploração e o abuso sexual infantil precisam deixar de ser tabu na sociedade para que mais políticas públicas sejam criadas com o intuito, ao menos, de tentar inibir que tais casos ocorram, dentro ou fora de casa, por meio do alerta a pais, familiares e professores.

É preciso reconhecer que existem crianças sofrendo e sendo privadas de sua infância, orientá-las e prestar atenção em todo e qualquer sinal. Além disso, é preciso ouvi-las, o diálogo entre pais e filhos nunca foi tão necessário como na sociedade moderna, em que as telas ocuparam o lugar das conversas.

Para os crimes dessa natureza, a atitude das polícias em realizar operações de combate, como a observada recentemente, é louvável, para capturar os responsáveis e fazer com que paguem pelos danos causados. A população também tem papel fundamental, denunciando sempre que houver suspeitas para ajudar a preservar a infância de tantas vítimas.

Continuar lendo
Publicidade

Em alta

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.