conecte-se conosco

Economia

Black Friday e proximidade do final de ano animam comércio

Datas voltadas às compras são as esperanças dos lojistas parnanguaras

Publicado

em

A economia do Paraná dá sinais claros de recuperação nos últimos meses e isso deve influenciar positivamente as vendas do comércio neste fim de ano. O primeiro indicativo desta situação poderá ser visto nos dias de novembro dedicados à Black Friday, que costuma atrair um grande número de consumidores aos estabelecimentos comerciais atrás dos produtos que chegam a ficar com até 70% de desconto no comércio eletrônico e 50% nas lojas físicas.

Porém, o grande momento do comércio local será novamente em dezembro, quando as lojas ficam repletas de pessoas em busca dos presentes para o Natal e para os eventos de amigo secreto feitos entre grupos de funcionários de trabalho, por exemplo. Segundo os números repassados pelo presidente da Câmara Setorial do Comércio Varejista da Associação Comercial, Industrial e Agrícola de Paranaguá, Anwar Hamud, graças aos dias festivos as vendas tendem a crescer 50% quando comparadas ao mês de dezembro de 2015, ano em que a turbulência na área política contribuiu para o aprofundamento da crise econômica em todo o País.

 


O grande momento do comércio local será novamente em dezembro, quando as lojas ficam cheias

 

Hamud fez questão de lembrar que o mês de novembro, com as promoções da Black Friday, é um importante aliado dos comerciantes para atrair as pessoas até as lojas, situação que otimiza as vendas de produtos que não chegam a estar na vitrine das promoções. “As pessoas vêm conferir as ofertas da Black Friday e aproveitam para também projetar o que vão comprar para o Natal”, explica. Sobre as promoções da Black Friday, Hamud disse que a movimentação nas lojas vai fazer com que as vendas se elevem em 30% quando comparadas ao mesmo período de 2015.

 

PESQUISA FECOMÉRCIO

De acordo a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Paraná (Fecomércio), os paranaenses estão um pouco menos endividados. A informação é da Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (PEIC), elaborada mensalmente pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo. Segundo a PEIC, o número de famílias endividadas caiu de setembro a outubro, passando de 89,1% para 88,1%. Em outubro de 2015, essa porcentagem era mais baixa, representava 85,7% das famílias paranaenses. Já o índice de endividamento nacional ficou em 57,7%. Uma queda tanto em relação a setembro (58,2%), quanto em relação a outubro de 2015 (62,1%).

Entre setembro e outubro, o número de famílias com contas em atraso também caiu (de 27,1% para 25%); assim como o daquelas que não terão condições de pagar suas dívidas (de 10,7% para 9,9%). O índice de inadimplência (contas em atraso há mais de 90 dias) foi outro indicador a apresentar redução. Ele passou de 49,2% em setembro, para 47,7% em outubro.

Como forma de facilitar a vida dos clientes, o horário de abertura e fechamento das lojas será diferenciado a partir da primeira semana de dezembro. Segundo Anwar, no segundo e terceiro domingo do mês de dezembro, as lojas também estarão de portas abertas para o atendimento ao público. “Esperamos que o valor do ticket médio ultrapasse o valor inicial previsto que é de R$ 150, caso isso ocorra vamos comemorar bastante”, avisa.

Publicidade






Em alta

plugins premium WordPress