Connect with us

Economia

Balança Comercial Brasileira

Na quarta semana de agosto de 2018, a balança comercial registrou superávit de US$ 441 milhões

Publicado

em

 

RESULTADOS GERAIS

Na quarta semana de agosto de 2018, a balança comercial registrou superávit de US$ 441 milhões, resultado de exportações no valor de US$ 4,027 bilhões e importações de US$ 3,586 bilhões. No mês, as exportações somam US$ 16,223 bilhões e as importações, US$ 13,093 bilhões, com saldo positivo de US$ 3,129 bilhões. No ano, as exportações totalizam US$ 152,682 bilhões e as importações, US$ 115,517 bilhões, com saldo positivo de US$ 37,165 bilhões.

 

ANÁLISE DA SEMANA

A média das exportações da 4ª semana chegou a US$ 805,4 milhões, 14,2% abaixo da média de US$ 938,1 milhões até a 3ª semana, em razão da queda nas exportações das três categorias de produtos: básicos (-24,2%, de US$ 472,1 milhões para US$ 357,6 milhões, por conta de petróleo em bruto, soja em grãos, minério de cobre, carnes de frango, bovina e suína, fumo em folhas, farelo de soja); semimanufaturados (-18,6%, de US$ 96,5 milhões para US$ 78,6 milhões, por conta de celulose, açúcar em bruto, madeira serrada ou fendida, zinco em bruto, estanho em bruto); e manufaturados (-0,2%, de US$ 362,4 milhões para US$ 361,6 milhões, em razão de aquecedores, secadores e partes, laminados planos de ferro/aço, etanol, automóveis de passageiros, máquinas e aparelhos para terraplanagem).

Do lado das importações, apontou-se queda de 1,9%, sobre igual período comparativo (média da 4ª semana, US$ 717,2 milhões sobre a média até a 3ª semana, US$ 731,3 milhões), explicado, principalmente, pela queda nos gastos com químicos orgânicos e inorgânicos, farmacêuticos, equipamentos elétricos e eletrônicos, equipamentos mecânicos e combustíveis e lubrificantes.

 

ANÁLISE DO MÊS

Nas exportações, comparadas as médias até a 4ª semana de agosto/2018 (US$ 901,3 milhões) com a de agosto/2017 (US$ 846,6 milhões), houve crescimento de 6,5%, em razão do aumento nas vendas de produtos manufaturados (+14,7%, de US$ 315,8 milhões para US$ 362,2 milhões, por conta, principalmente, de aviões, motores e turbinas para aviação, centrifugadores e aparelhos para filtrar, aquecedores, secadores e partes, partes de motores e turbinas para aviação, óleos combustíveis) e produtos básicos (+12,8%, de US$ 390,2 milhões para US$ 440,3 milhões, por conta de soja em grão, petróleo em bruto, minério de ferro, farelo de soja, carne bovina). Por outro lado, caíram as vendas de produtos semimanufaturados (-24,6%, de US$ 121,4 milhões para US$ 91,5 milhões por conta de açúcar em bruto, semimanufaturados de ferro/aço, ferro-ligas, couros e peles, zinco em bruto). Relativamente a julho/2018, houve retração de 13,3%, em virtude da diminuição na venda de produtos básicos (-25,4%, de US$ 590,0 milhões para US$ 440,3 milhões) e semimanufaturados (-16,3%, de US$ 109,4 milhões para US$ 91,5 milhões), enquanto cresceram as vendas de produtos manufaturados (+9,7%, de US$ 330,0 milhões para US$ 362,2 milhões).

Nas importações, a média diária até a 4ª semana de agosto/2018, de US$ 727,4 milhões, ficou 20,5% acima da média de agosto/2017 (US$ 603,4 milhões). Nesse comparativo, cresceram os gastos, principalmente, com combustíveis e lubrificantes (+48,9%), veículos automóveis e partes (+37,5), químicos orgânicos e inorgânicos (+28,6%), adubos e fertilizantes (+20,3%) e equipamentos mecânicos (+13,7%). Ante julho/2018, houve queda de 14,2%, pelas diminuições em bebidas e álcool (-25,5%), cereais e produtos da indústria da moagem (-8,6%), farmacêuticos (-6,9%), siderúrgicos (-6,1%) e equipamentos mecânicos (-4,9%).  Fonte: SECEX/DEAEX

 

Pode Melhorar. Importadoras e exportadoras querem ter classificação própria

 

As empresas comerciais importadoras e exportadoras pressionam o Mdic (Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços) e o IBGE para que o setor ganhe uma classificação de atividade econômica própria.

“Isso nos permitiria ter dados estatísticos mais precisos sobre o desempenho do segmento. Hoje, as empresas são enquadradas como atacadistas, por exemplo”, diz Rita Campagnoli, do Ceciex (que reúne empresas do ramo).

O CECIEx é o Conselho Brasileiro das Empresas Comerciais Importadoras e Exportadoras, cuja missão é defender e representar os interesses das empresas comerciais exportadoras, importadoras, traders, e prestadores de serviços de comércio exterior, assumindo o papel de coordenar as reivindicações desta categoria e levar suas propostas aos órgãos competentes.

“A classificação nos permitiria pleitear incentivos fiscais também. Hoje o próprio Fisco não tem noção exata de quais são as comerciais importadoras e exportadoras”, diz Damaris da Costa, diretora da Braseco.

“Atuamos no comércio de alimentos, roupas e maquinário. Há pouco, tivemos que nos cadastrar como empresa de comércio de bebidas para atuar nesse segmento”, diz Edinei Mineiro, da Edial.

“É um processo que não seria necessário se o setor fosse reconhecido.”

Continuar lendo
Publicidade

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.