Connect with us

Valmir Gomes

ROGÉRIO, CRAQUE DA FÉ

Como sabem a seleção de 1970 encantou o mundo. Na ocasião, um dos titulares absoluto, Rogério Hetmanek, veloz ponteiro do Botafogo, foi cortado na última hora por contusão

Publicado

em

Como sabem a seleção de 1970 encantou o mundo. Na ocasião, um dos titulares absoluto, Rogério Hetmanek, veloz ponteiro do Botafogo, foi cortado na última hora por contusão. Como estava integrado ao grupo, fez um papel importante na companhia de Parreira, se tornou olheiro dos adversários do Brasil. Depois do título, Rogério retornou aos campos, Botafogo, Santos, Flamengo, quase sempre com o mesmo problema clínico, o que lhe determinou abandonar o futebol. Encontrou a cura no final da carreira, já maduro resolveu buscar a razão da vida na igreja Messiânica, entrou como simples participante e anos depois se aposentou como diretor da Faculdade Messiânica. Com o conhecimento adquirido nos anos de estudos, se tornou escritor e palestrante de sucesso. Hoje, morando em Curitiba, Rogério dedica seu tempo à família, literatura, palestras e amigos. Homem culto, sereno, preparado, Rogério foi craque no campo, hoje é craque das letras e da fé.

HISTÓRIAS DO CAMPEÃO ADRIANO

O atual lateral do Atlhetico, Adriano Correia Claro, conhecido mundialmente como Adriano, iniciou sua vitoriosa carreira no Coritiba. O então técnico do Juvenil Sérgio Prestes, o Serginho, e o supervisor, Claudio Marques, receberam uma ordem da direção do clube para dispensar Adriano, então reserva no juvenil. Se negaram a dispensar o jovem atleta, pois bem, pelo acaso do futebol, Adriano teve séria contusão no pé esquerdo. Mais uma razão para dispensar o garoto. Adriano engessado do pé esquerdo foi para casa. Seu pai com paciência e visão do futuro, treinou o pé direito do filho mesmo com a dificuldade do gesso e das muletas. Adriano retornou ao Coritiba ambidestro, foi titular no Juvenil, Junior e profissional. Chegou à seleção brasileira. Vendido ao Sevilla da Espanha foi parar no Barcelona, dali para o Beskitas da Turquia e hoje no CAP. Onde jogou foi campeão, inúmeros títulos, um sucesso extraordinário dentro do campo, na vida particular só elogios. Ave, Adriano.

TALENTOS FEMININOS
Na pandemia descobrimos talentos da voz, outro dia minha nora Viviane me apresentou via YouTube 3 cantoras extraordinárias, que confesso não conhecia. Mariane de Castro, Rita Beneditto e Teresa Cristina. Cantam a música e a religião afro brasileira com imensa categoria. Cada uma melhor do que a outra, verdadeiras artistas da voz da melodia e da fé. Três talentos. Saravá, meninas! Oxalá as proteja sempre.

OS NETOS

Tenho vários netos e netas, todos joias da coroa, afinal neto é neto e estamos conversados. Pela idade esqueço a data de aniversários, alertado festejo com todos. No fim de semana, a Clara Tavares fez aniversário sábado e o Lucas de Menezes Gomes festejou idade nova no domingo. Mesmo na pandemia fui cantar parabéns aos dois. De lambuja o neto Felipe Gomes Dolinski, lendo minha coluna, sugeriu com a inteligência de sempre uma mudança. Eta mundo bom!

MAIS CAUTELA SOBRE A COVID-19

Com tantos óbitos no Brasil, neste fim de semana, as autoridades locais criaram novas medidas de isolamento. Em Curitiba e no litoral, estão sendo adaptados horários para alguns segmentos do comércio e empresas em geral. Precisamos colaborar com a Saúde Pública para preservar nossa saúde. O já velho embate entre a saúde e as finanças. Deus nos ilumine.

DIFERENÇA
Um bom e útil jogador, o zagueiro Oberdan Vilain, um craque do futebol seu companheiro de zaga Claudio Marques. Simples assim.