Connect with us

Valmir Gomes

OUTUBRO ESPECIAL

Estamos no 10.º mês de 2020, seguramente um tempo inesquecível para todos nós, a razão todos sabem

Publicado

em

OUTUBRO ESPECIAL

Estamos no 10.º mês de 2020, seguramente um tempo inesquecível para todos nós, a razão todos sabem. Vamos buscar diamantes no meio da tempestade que abalou o rio da nossa vida, podem achar difícil, porém sempre haverá bons motivos para festejar. Neste mês, o centenário Rio Branco faz aniversário, um clube amado por todos nós. Uma verdadeira paixão do nosso litoral. Minhas meninas queridas, Déborah e Célia, vão festejar idade nova, meus amigos e craques Dengo, Volnei e Nedo, também farão aniversário, a mais nova neta Natasha idem. Ainda tem o Leocádio, que reinou absoluto na meia cancha do Coritiba, e um tal de Edson, que o mundo chama de Pelé, vai fazer 80 anos. Gente, de fato o mês de outubro é especial, meus parabéns aos aniversariantes, saúde e vida longa para todos.

UM JOGO HISTÓRICO

Na última terça-feira, falava-se muito mais de Flamengo e Goiás do que Peru e Brasil pelas eliminatórias da Copa do Mundo no Catar. Sem entrar no mérito da politicagem no futebol, o rei da mídia na América do Sul pouco deu bola para a seleção brasileira. Até parecia que nossa seleção sequer ia jogar, tal o desdém pela partida. Pior, os seus concorrentes, que deviam aproveitar a oportunidade, calaram. Pobre do Brasil, sem ideias nem ideais, sem lenço e sem documento. Esta era a hora da concorrência. Qual concorrência? Tristeza quase sem fim, recorremos a um canal oficial de televisão, foi um jogo histórico que nos colocou de joelhos. 

BRASIL VENCE PERU

Assisti ao jogo pela TV Brasil canal 3 da Net, em uma transmissão sem ufanismo bem natural, o que todos se desacostumaram a ver e ouvir. Primeiro tempo, jogo parelho, na segunda etapa com algumas mudanças no time, o Brasil passou por cima do adversário. Com certeza Éverton Cebolinha e Éverton Ribeiro devem ser titulares, entraram e mudaram o jogo para melhor. Vitória justa do Brasil.

DIA DO ESCRITOR

Gente, nas minhas viagens pela vida, me deparo com alguns inventos extraordinários, alguns bem simples como um garfo, outros mais sofisticados como o celular. Todos têm sua importância. Imaginem o mundo sem livros? Quase impossível! Como viver sem a literatura. Hoje é dia do Escritor, obrigado Eduardo Galeano, um uruguaio que já me fez rir e chorar com sua obra. Obrigado, Erico Veríssimo, sua “pena” foi de ouro puro. O mundo sabe disso. Obrigado, Jorge Amado, previu com Capitães de Areia o futuro dos meninos do Brasil. Obrigado, Cora Coralina, por seus ensinamentos. Aprendi a entender o Brasil e sua gente com Laurentino Gomes e seus livros de títulos com datas. Não posso e não devo me esquecer da nossa Júlia da Costa, da Helena Kolody, duas estrelas que brincavam com as letras. Estes gênios e seus livros maravilhosos. Uma bênção de Deus para todos nós. Viva o dia do escritor!

COVID-19 E ELEIÇÕES

Confesso não queria ser candidato neste cenário de pandemia, aliás nunca pensei em me candidatar a algum cargo público. Sei que não tenho capacidade para tal. Nasci para outros segmentos da vida. Tenho muitos amigos que são candidatos, a imensa maioria deles seja na cidade que for, é composta por pessoas dignas. Imagino as dificuldades de fazer uma campanha em plena pandemia. Precisa de muita criatividade. Estamos aos poucos voltando à normalidade, que os candidatos sejam cautelosos com a sua própria saúde. Todo cuidado é pouco. Boa sorte a todos.