conecte-se conosco

Valmir Gomes

Guerra e Paz

Como escrever sobre esporte em geral em tempo de guerra

Publicado

em

Como escrever sobre esporte em geral em tempo de guerra, nasci em 1941 ainda sob os efeitos de uma guerra mundial. Assisti à guerra do Vietnã, não me sai da cabeça ainda hoje a imagem da menina do Vietnã correndo na rua, totalmente nua, fugindo dos efeitos de uma bomba atômica. Como esquecer tamanha barbárie, nem parece que somos humanos, que biblicamente somos irmãos. Hoje guerra contra a Ucrânia amanhã contra quem? Eles não param nunca. Tem sede de conquistas, seja pelo motivo que for. Se eles soubessem viver e usufruir de maneira saudável o que tem, o mundo seria bem melhor. Em guerras não tem santo, os poderosos sempre tentando pela força das armas subjugar os mais fracos. Seja onde for e pelo motivo que for. Leitores e leitoras, nossa arma é a oração, que tem a força do vento, orem pela paz na Ucrânia no Oriente Médio, na África, onde houver conflito bélico. Que assim seja.

DECISÃO NO GIGANTE DO ITIBERÊ

Caríssimo torcedor do Rio Branco, domingo às 16 horas você tem encontro marcado com o Leão da Estradinha no Gigante do Itiberê. Lutando para permanecer na primeira divisão do paranaense, o Leão vai enfrentar o Paraná Clube e sua tradição. Sei que o momento do tricolor da Vila Capanema não é bom, muito pelo contrário, porém todo cuidado é pouco. À distância me parece que o técnico Paulo Massaro deu vida nova ao time, hoje mais do que nunca o Leão da Estradinha precisa da sua colaboração caro torcedor.

SOLIDARIEDADE AO LUMUMBA & CIA

O funcionário Lumumba é uma marca dentro do Rio Branco, já fez de tudo pelo clube, goleador, treinador de goleiros, auxiliar técnico, gandula, roupeiro, enfim uma vida dedicada ao Leão da Estradinha. O cidadão Valdemar Pereira dos Santos, que nós conhecemos como Lumumba, tem uma folha de serviços prestados ao clube. Portanto, merece todo nosso respeito como funcionário e torcedor. Tem gente que saiu das arquibancadas e virou dirigente, que não sabe o quanto os antigos atletas do Rio Branco são importantes para o clube e para a cidade de Paranaguá e litoral do Estado. Todos nós devemos respeito e gratidão pelo Lumumba, Edson Borracha, Irá, Zé Carlos, Eraldo, Vivi, Oromar, Ratinho, Mauro, Mário Roque e tantos outros. Minha solidariedade ao Lumumba & cia.

PAULO MASSARO

Como atleta, o Paulo foi muito bem no Rio Branco, tanto que deixou sua marca como um jogador de primeira linha. Na carreira de técnico ainda está no início, seu currículo não é dos melhores. Porém no Leão da Estradinha faz um bom trabalho, o time todo só melhorou sob o seu comando. Agora no domingo tem mais uma decisão pela frente, um jogo que o seu resultado pode dar um salto de qualidade na sua carreira. Confesso que estou na torcida pelo Rio Branco como sempre, e pelo Paulo Massaro seu treinador. Sua identidade com o clube, tem sido fundamental para o desenvolvimento do seu trabalho. Boa sorte Paulo e sua comissão técnica e atletas.

EMOÇÕES À VISTA

Gente, tivemos apenas um jogo do campeonato Estadual no meio da semana, o Azuriz venceu o misto do Coritiba por 1 X 0 dando um salto na tabela. Este resultado deixa o jogo do Rio Branco contra o Paraná Clube, decisivo contra o rebaixamento do Leão. Outro jogo importante tanto pela classificação como rebaixamento: União X São José, tudo pode acontecer dependendo do resultado desta partida. Emoções à vista.

Continuar lendo
Publicidade